Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Federação internacional estuda testes sanguíneos no Mundial

A Federação Internacional de Râguebi (IRB) está a estudar a possibilidade de efectuar controlos antidopagem sanguíneos no Mundial que começa hoje, em Paris, com a participação inédita da selecção portuguesa.
7 de Setembro de 2007 às 00:00
Em Paris está tudo a postos para o arranque de hoje da prova
Em Paris está tudo a postos para o arranque de hoje da prova FOTO: Bogdan Cristelr/Reuters
De acordo com fontes da IRB, os exames antidopagem sanguíneos, mais completos, poderão complementar os mais de 200 testes de urina previstos no plano de luta contra o doping.
Diversos meios de comunicação e especialistas na luta contra o doping atacaram a IRB por não efectuar controlos de sangue durante o Mundial, situação que dificulta o rastreio e sancionamento dos jogadores que recorram a transfusões, substâncias de síntese ou hormonas de crescimento.
Com a inclusão de testes sanguíneos, os responsáveis do râguebi pretendem reduzir um défice de credibilidade susceptível de prejudicar a imagem de um desporto até agora pouco afectado pelo doping, como ficou evidente no Mundial de 2003, que não registou qualquer caso positivo.
Portugal, a única selecção amadora em prova, integra o grupo C juntamente com a Itália, Nova Zelândia, Roménia e Escócia, estando o seu jogo inaugural aprazado para domingo, contra a selecção escocesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)