Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Fédrigo domina sprint

O ciclista francês Pierrick Fédrigo (Bouygues Telecom) venceu ontem a 14.ª etapa da Volta à França (‘Tour’). O espanhol Oscar Pereiro, da equipa Caísse Epargne-Illes Balears, manteve a camisola amarela, enquanto o português José Azevedo (Discovery) cortou a meta no grupo dos favoritos subindo dois lugares na classificação geral, onde é agora 19.º classificado.
17 de Julho de 2006 às 00:00
A ligação entre Montélimar e Gap na extensão de 180 km ficou marcada por um grave acidente a cerca de 40 quilómetros da meta envolvendo o espanhol David Canada (Saunier Duval), o alemão Matthias Kessler (T-Mobile) e o belga Rik Verbrugghe (Cofidis). O espanhol sofreu uma fractura na clavícula direita motivada pela queda no chão. Verbrugghe acabou hospitalizado com uma fractura do fémur (seis meses inactivo), depois de ter sido projectado para a berma da estrada quando tentava desviar-se do espanhol. O alemão Kessler foi o único que conseguiu voltar à corrida, apesar de ter tido uma queda aparatosa.
A etapa de ontem não constituía grande dificuldade para a maioria dos ciclistas, à excepção de uma contagem de montanha de segunda categoria a apenas 9 km do final. Cedo um grupo de seis ciclistas – Pierrick Fédrigo (Boygues Telecom), Salvatore Commesso (Lampre) Rik Verbrugghe (Cofidis), David Canada (Saunier), Matthias Kessler (T-Mobile), Mario Aerts (Davitamon) – escapou ao pelotão e aumentou a vantagem, que chegou mesmo a ultrapassar os cinco minutos. Contudo, a 39 km da meta aconteceu o violento acidente que colocou fora de prova o belga Verbrugghe e o espanhol Canada. Commesso e Frédigo pedalaram então para a vitória na etapa com o francês a ser mais forte no ‘sprint’ final.
AMANHÃ HÁ ALOE D'HUEZ
Hoje é dia de descanso para os ciclistas, que amanhã terão de ultrapassar uma das etapas mais duras da prova, com a meta instalada no mítico Alpe d’Huez (contagem de montanha de categoria especial), que este ano terá um toque português. Numa iniciativa do Sporting, em conjunto com as autoridades locais, será erguido um busto de Joaquim Agostinho na curva 14 da subida ao Alpe d’Huez, onde o português venceu uma etapa da Volta à França de 1979.
Após a partida em Gap e até chegarem ao topo do Alpe d’Huez, os ciclistas terão de, ao longo de 187 quilómetros, ultrapassar uma outra contagem de categoria especial no Alto d’Izoard e uma de segunda no Alto do Lautaret .
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)