Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

FEHÉR NO ATAQUE ÀS ANTAS

O avançado húngaro Fehér vai ser titular no ataque do Benfica para o escaldante jogo de domingo (19h00, RTP1) frente ao FC Porto.
19 de Outubro de 2002 às 00:00
A ausência de Nuno Gomes é uma certeza e Jesualdo Ferreira tem testado, à porta fechada, o húngaro na frente de ataque da equipa.

Depois de ter abandonado o FCPorto, em divergência com os responsáveis do clube, onde esteve parado um ano, Fehér tem agora a oportunidade de regressar às Antas e mostrar todo o seu potencial.

Frente aos portistas, o húngaro cumprirá o segundo encontro oficial como titular do Benfica, depois de ter actuado, durante alguns minutos, em todas as outras jornadas da SuperLiga.

Com um golo apontado até ao momento no campeonato, marcar nas Antas teria certamente um gosto muito especial para Fehér.

Entretanto, se dúvidas havia quanto às condições físicas de Roger, que quinta-feira abandonou a Luz com um saco de gelo após um toque no treino, elas foram ontem desfeitas. O brasileiro treinou sem limitações e está apto. Contudo, a sua utilização vai depender do esquema a apresentar por Jesualdo Ferreira. Se o técnico optar por três médios-defensivos, com Ednilson a acompanhar Petit e Tiago no “miolo”, Roger deverá ser preterido, ficando entregue a Zahovic a tarefa de fazer a ligação entre o meio-campo e o ataque.
clássico do mistério...

Este tem sido um clássico rodeado de mistério. As duas equipas têm trabalhado à porta fechada e os responsáveis dos clubes procuram manter à distância os protagonistas do jogo. Ontem, na Luz, a habitual conferência de Imprensa, que se realiza 48 horas antes dos jogos da SuperLiga, foi adiada para hoje.

As razões desconhecem-se, embora o director de comunicação do clube, João Malheiro, tenha adiantado que por motivos de funcionamento interno do clube, a mesma apenas teria lugar hoje. São os mistérios inerentes a um clássico que, sem ser decisivo, pode ditar a mudança de líder na SuperLiga.

Treinos à porta fechada e poucas palavras têm dominado uma semana calma, bastante diferente de tantos outros clássicos, bem mais polémicos.

Além do mistério dominante ao longo da semana, o silêncio por parte dos dirigentes dos dois clubes tem sido um dos factos mais positivos e até nem parece que estamos à beira de mais um clássico do futebol português. A postura dos responsáveis dos dois clubes é de enaltecer e espera-se que assim se mantenha, pelo menos, até à hora do jogo.

Entretanto, o guarda-redes Quim comentou ontem, em declarações à TSF, o eventual interesse do Benfica no seu concurso, afirmando que “no início da época soube da existência de alguns contactos com o presidente do Sporting de Braga”, referindo ainda que ambiciona “representar um clube grande como é o Benfica”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)