Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Fernando Pimenta só pode "estar contente" após bronzes na Taça do Mundo

Canoísta português conquistou nova medalha de bronze.
Lusa 16 de Maio de 2021 às 17:56
Fernando Pimenta
Fernando Pimenta FOTO: Direitos Reservados
O canoísta português Fernando Pimenta, que conseguiu dois bronzes na Taça do Mundo de Szeged, Hungria, que este domingo terminou, admite que queria "um pouco mais", mas não pode "deixar de estar contente" com a prestação.

"Sem dúvida que queria um pouco mais, como é óbvio. Já que estou perto de ganhar, gostava de ter ganho. Mesmo assim, tenho de estar contente com a minha prestação. Mais uma vez, dei um grande espetáculo nos 5.000 metros. Não deu para mais. Quando é assim, a sensação só pode ser boa", explicou, em declarações à Lusa, após este domingo conseguir o segundo 'metal' na prova, depois de já trazer um terceiro lugar no K1 1.000 metros.

Segundo o atleta, "apesar de ser bronze", não é um resultado de desmerecer, até porque é "mais uma medalha para o currículo, para Portugal e para a canoagem portuguesa". "Fico motivado para trabalhar mais e melhor", acrescentou.

A fazer pódios sucessivos no mais alto nível desde os Jogos do Rio2016, e tendo chegado às 102 medalhas internacionais, Pimenta admitiu que as sensações físicas deste domingo "foram muito boas".

"Já vínhamos com aspetos para melhorar até Tóquio. Foi um bom teste, esta Taça do Mundo. Agora, é voltar a casa, recuperar um pouco, e continuar a trabalhar rumo a Tóquio", declarou.

Fernando Pimenta conquistou este domingo nova medalha de bronze na Taça do Mundo da Hungria, agora nos K1 5.000, a terceira de Portugal na competição de Szeged.

O quinteto que liderou boa parte da prova foi reduzido a quarteto e, nos metros finais, Pimenta, em luta com dois húngaros, foi prejudicado por um atleta atrasado, que estava na sua rota e não lhe permitiu um 'sprint' igual aos rivais até ao fim.

Pimenta concluiu a prova em 19.40,65 minutos, a 1,83 segundos do vencedor, o húngaro Noe Balint, que se impôs ao compatriota Balint Kopasz por 1,21 segundos.

Portugal somou a terceira medalha na Taça do Mundo, depois dos bronzes de Fernando Pimenta no sábado nos olímpicos K1 1.000 e este domingo de Teresa Portela e Joana Vasconcelos em K2 200.

Fernando Pimenta Portugal Hungria K1 Tóquio Szeged desporto canoagem eventos desportivos taça do mundo
Ver comentários