Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

FESTA RIJA NA INVICTA

“Porto, Porto Olé”, “Porto, Porto Olé”, assim gritava a multidão que mais uma vez invadiu a Baixa portuense para festejar a vitória do FC Porto. O entusiasmo dos adeptos portistas contagiou os estudantes que desfilavam no cortejo da Queima na Avenida dos Aliados. Mas também em muitas outras cidades do País houve festa, com destaque para Lisboa e Coimbra.
5 de Maio de 2004 às 01:36
Na capital, os festejos concentraram-se na sede da Casa do FC Porto, na Avenida da República. Em Coimbra, a Praça da República encheu-se de adeptos em festa e nas ruas da cidade viram-se cortejos de carros a apitar. Mas nada que se comparasse à loucura que invadiu as ruas da Invicta.
Com o passar das horas os adeptos começaram a concentrar-se junto ao Estádio do Dragão. O autocarro do FC Porto deixou a Corunha pouco depois das 23h00 e estava previsto chegar à cidade perto das 2h30 da manhã. Os jogadores azuis-e-brancos tinham as suas viaturas estacionadas no recinto e tudo apontava para uma recepção apoteótica aos heróis portistas já madrugada dentro.
Ainda em Espanha, Pinto da Costa disse que a final é para ganhar: “É indiferente que o adversário seja o Mónaco ou o Chelsea. Uma final é uma final e vamos ganhar. Entramos sempre para ganhar e na final não será diferente”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)