Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Festival Mourinho

O bom filho à casa torna. Tanto mais não seja para acertar contas. Dois anos e meio após ter sido demitido por Roman Abramovich, em troca de trinta milhões de euros, José Mourinho regressou a Stamford Bridge pela porta grande e com a garantia de que um empate bastaria para garantir uma das oito vagas nos ‘quartos' da Liga dos Campeões.
16 de Março de 2010 às 22:11
O camaronês Samuel Eto’o já rematou para o único golo da partida, perante o desalento de Turnbull
O camaronês Samuel Eto’o já rematou para o único golo da partida, perante o desalento de Turnbull FOTO: Dylan Martinez/Reuters

A vantagem trazida do Giuseppe Meazza (2-1), há quinze dias, parecia curta mas permitiu ao técnico português alguma margem de manobra. Três avançados (Pandev-Milito-Eto'o), dois deles a segurarem os laterais contrários, foram meio caminho andado para o sucesso. O resto ficou a cargo de Wesley Sneijder. O criativo holandês jogou e fez fez jogar, arrasando um Chelsea demasiado conservador e que não contou com a genialidade do repertório técnico do jogador que há pouco mais de meio ano foi dispensado pelo  Real Madrid.

Enquanto nas bancadas se entoava o nome dom ‘Special One', no relvado, Eto'o deu vida ao ataque ‘nerazzurro' com o único golo da partida. Servido, claro está, por Sneijder, o camaronês apanhou-se isolado e voou que nem uma flecha na direcção da baliza de  Turnbull. E, de pé direito, não falhou.

Estava consumada a passagem aos ‘quartos', sem Quaresma - ficou no banco (tal como Ricardo Cavalho, nos ‘blues').

JOSÉ MOURINHO, TREINADOR DO INTER DE MILÃO

"O segredo foi fazer uma partida fantástica, com uma equipa e todos os jogadores envolvidos. Trabalhámos muito, pensámos muito. Fizemos o jogo perfeito. Aliás, só não digo perfeito porque podíamos ter marcado mais cedo. Sem dúvida, a melhor equipa ganhou. Nem sempre os melhores jogadores fazem a melhor equipa. O treinador? Dá uma ajudinha, às vezes. O futuro passa por fazer o melhor possível até final da época, depois logo se vê. O meu contrato é simples: tenho mais três anos de contrato, com uma cláusula que me permite sair quando quiser."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)