Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

FILIPE GAIDÃO: ESTE ANO QUERO GANHAR TUDO

Filipe Gaidão foi uma das figuras em destaque no jogo da 2a 'mão' da Supertaça de hóquei em patins, contra o FC Porto, ao apontar cinco golos. Apesar de antever uma época complicada para o Benfica, Gaidão acredita num ano em cheio para o clube.
23 de Setembro de 2002 às 20:40
CM - Como se sente após marcar cinco golos ao eterno rival e actual campeão nacional?

Filipe Gaidão - Sinto-me muito bem e extremamente contente. Apesar de ser bastante habitual no hóquei em patins, é muito bom marcar cinco golos ao FC Porto e logo quando estava em disputa um dos troféus mais importantes a nível nacional. Contudo, nunca o teria conseguido sem a ajuda dos meus colegas de equipa.

- Uma Supertaça ganha ao FC Porto, e logo por números tão expressivos, é algo de especial...

- Já o facto de vencer o FC Porto é muito bom, mas uma goleada aos nossos eternos rivais dá um alento suplementar à equipa. No entanto, temos de ser realistas e ter consciência que o jogo de domingo dificilmente torna a acontecer. O FC Porto teve um dia muito mau, ao contrário da nossa equipa que não deu quaisquer hipóteses, pois esteve irrepreensível em todos os aspectos.

- Qual era o espírito da equipa antes de entrar no ringue, depois do empate na primeira-mão da Supertaça?

- O Benfica quando entra em ringue é sempre para ganhar. Com o empate alcançado no jogo da primeira 'mão' sabíamos que tínhamos de jogar melhor que o nosso adversário para conquistar a Supertaça. É evidente que não esperávamos um resultado assim, mas tivemos bastante mérito.

- Após as performances da equipa nestas duas partidas, pode-se afirmar que o Benfica entra a todo o gás para o início do campeonato...

- Nestes dois encontros (para a Supertaça) estivemos bastante bem. Não posso dizer que já estamos a 100%, mas vamos continuar a trabalhar todos os dias para atingir esse patamar. Adivinha-se uma temporada muito complicada, onde o factor competitividade vai estar muito em foco. Para além do FC Porto, do Óquei de Barcelos e do Benfica, existem outras formações que poderão complicar a vida aos candidatos ao título.

- Como é normal neste tipo de jogos a atitude dos adeptos nem sempre é a mais correcta. Como jogador qual é a sua opinião acerca destes acontecimentos?

- Alguns adeptos, por vezes, excedem-se com o calor da partida, mas isso é apenas um caso pontual, não se pode dizer que acontece em todos os jogos entre FC Porto e Benfica. O que há a realçar é o facto de no nosso terreno, se for preciso, existirem 50 ou 100 polícias para defenderem os jogadores e nos jogos nas Antas aparecem apenas cinco ou dez agentes da autoridade a fazer protecção à nossa equipa.

- Quais são os desejos pessoais e colectivos que tem para esta temporada?

- Este ano quero ganhar tudo. Em termos pessoais espero jogar e marcar o mais possível. A nível colectivo quero vencer todas as competições, especialmente a Liga dos Campeões, pois é a única taça que nos falta. Felizmente estou num clube, onde os atletas têm o privilégio de poder lutar para vencer em todas as competições.

PERFIL

Nome : Filipe Miguel Caetano Pinto Gaidão.

Naturalidade: Cascais

Idade: 25 anos (06/03/77)

Posição: Avançado

Clubes: Salesianos, Sporting, Paço de Arcos e Benfica.

Internacionalizações: 90

Palmarés: Paço de Arcos - Campeão nacional de Juniores e uma Taça CERS; Benfica - duas Taças de Portugal e duas supertaças; Selecção - Campeão Europeu de seniores, uma Taça Latina e um Torneio das Nações.

Canção: “Spirit” de Bryan Adams

Filme: Encantador de Cavalos, com Robert Redford
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)