Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Fomos a equipa que mais quis ganhar

“O FC Porto foi a equipa que mais quis ganhar e que mais fez por isso”, foi desta forma que o treinador dos ‘dragões’, Jesualdo Ferreira, resumiu o que se passou dentro das quatro linhas durante os 90 minutos de jogo.
7 de Dezembro de 2006 às 00:00
Jesualdo Ferreira afirmou que a sua equipa foi inteligente
Jesualdo Ferreira afirmou que a sua equipa foi inteligente FOTO: Eddie Keogh/Reuters
Para o técnico, o encontro de ontem era “difícil de gerir. Jogámos contra uma equipa que tinha os mesmos objectivos que nós”. Jesualdo reconheceu ainda que o jogo foi disputado em dois terrenos, referindo-se ao Hamburgo-CSKA Moscovo. “Era importante gerir o que se passava dentro e fora do campo”, contou.
Jesualdo Ferreira falou ainda de uma “equipa inteligente”, que passou por momentos de “brilhantismo, eficácia e realismo”.
Sobre o futuro da sua equipa na ‘Champions’, o treinador ainda não pensa na final apostando num discurso ponderado. “O FC Porto tem de subir as escadas da progressão com serenidade, calma e muita segurança. Não sabemos o que vai acontecer no futuro. Nestas coisas das competições, nunca se sabe”, concluiu.
Já o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, afirmou que “o empate foi justo”, mas reconheceu que as melhores oportunidades pertenceram aos ‘dragões’.
“Tivemos alguma sorte em dois lances, em que as bolas foram ao poste”, referiu Wenger.
OBJECTIVO CUMPRIDO
Para Hélder Postiga, “o objectivo da equipa foi cumprido. O grupo está de parabéns”. Agora, é hora de celebrar: “Vamos festejar e, com calma, pensar no campeonato.”
Ricardo Quaresma foi o jogador mais perigoso do FC Porto, levando duas bolas ao ferro. No entanto, o jogador preferiu destacar o colectivo.
“Saio daqui orgulhoso por jogar num grande clube, por representar uma grande equipa”, declarou o ‘Harry Potter’.
Já é do conhecimento geral que a Europa está de olho no jovem futebolista, mas Quaresma continua a defender que pretende continuar vestido de azul e branco.
“Todos os dias trabalho para ajudar a minha equipa, só penso nela e em mais nada”, concluiu.
Bosingwa, que também brilhou no Dragão, também falou em “objectivo cumprido” e disse que o FC Porto fez “um bom jogo. Tivemos duas ou três oportunidades de fazer golo, mas não conseguimos”.
Ver comentários