Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

“Fomos perdulários nos últimos jogos”

Domingos Paciência assumiu ontem um dos problemas da equipa para explicar os resultados recentes (empates com Rio Ave na Taça da Liga e FC Porto na Liga): "Fomos demasiado perdulários nos últimos jogos. Faltou-nos aquela pontinha de sorte e de eficácia que já tivemos."
11 de Janeiro de 2012 às 01:00
Domingos Paciência quer uma equipa mais eficaz no jogo da Taça de Portugal hoje com o Nacional da Madeira
Domingos Paciência quer uma equipa mais eficaz no jogo da Taça de Portugal hoje com o Nacional da Madeira FOTO: Paulo Calado/Record

O treinador exige um Sporting melhor hoje diante do Nacional na 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal do que aquele que defrontou os insulares na Liga (vitória dos leões por 1-0, golo de Onyewu): "O caminho para o Jamor estará mais perto ou mais longe consoante o que fizermos neste jogo. Temos de ser diferentes, muito melhores e mais fortes do que contra o Nacional para a Liga. É uma equipa que pode criar muitas dificuldades."

Domingos admite que para mudar os resultados poderá mexer na equipa: "Pode haver uma, duas ou três situações que teremos de gerir, para recuperar jogadores e dar confiança a outros. São decisões tomadas com objectivo de ganhar e nunca reduzir o rendimento da equipa."

O técnico comentou ainda uma declaração de Pedro Caixinha, treinador do Nacional, alertando para os "apanha-bolas mais rápidos do Mundo" no Estádio de Alvalade: "Se ele acha que os apanha-bolas estão treinados, é um assunto que lhe diz respeito. Eu não os treino."

A situação de André Santos, que pode sair por empréstimo, também foi abordada: "Já fui directo com ele, já lhe disse o que pensava."

DOMINGOS PACIÊNCIA SPORTING TAÇA DE PORTUGAL NACIONAL ALVALADE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)