Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Fórmula 1 em Lisboa

As principais artérias da capital ‘vestiram-se’ ontem de autódromo para receber hoje a emoção e o espectáculo da Fórmula 1. Um circuito de 1200 metros entre a avenida da Liberdade e os Restauradores – com um novo pavimento – vai proporcionar aos cerca de cem mil espectadores previstos a oportunidade de assistir ao vivo a um show de F1 com o piloto brasileiro Lucas Di Grassi a prometer rodar com o seu Renault a 300 km/h.

26 de Outubro de 2008 às 00:30
Lucas di Grassi vai pilotar o bólide da Renault entre o Marquês de Pombal e os Restauradores
Lucas di Grassi vai pilotar o bólide da Renault entre o Marquês de Pombal e os Restauradores

Mas os espectadores que hoje se deslocarem à avenida da Liberdade serão confrontados com todo o ‘circo’ da Fórmula 1. Além do ponto alto, que será a exibição de Lucas di Grassi com o seu monolugar da Renault, estará à disposição dos presentes um conjunto de actividades interactivas. Qualquer um poderá testar o seu tempo na troca de um pneu no ‘pit-stop’, aferir os seus reflexos nos simuladores, assistir às demonstrações de todos os trabalhos efectuados nas boxes durante as corridas e até os mais pequenos terão a oportunidade de viver este mundo da Fórmula 1 nos insufláveis e mini-pistas.

Ontem, no dia reservado para um pequeno ensaio-geral – do bólide de Fórmula 1 e também dos Renault Mégane de competição – já se registou uma audiência a rondar os 50 mil espectadores, o que dá boas perspectivas para o objectivo de trazer cem mil pessoas a este circuito.

Com Lucas Di Grassi a poupar-se para o espectáculo, foram os jovens portugueses Pedro Petiz e Álvaro Parente as figuras do dia com os testes nos Mégane. "Estive a brincar um bocado. Fazer o Marquês a derrapar é sem dúvida incrível", disse radiante Pedro Petiz, ansioso pelo espectáculo de hoje.

COMERCIANTES REVOLTADOS COM PREJUÍZOS DE 50%

Os comerciantes da zona da avenida da Liberdade queixam-se de perdas de facturação superiores a 50% devido ao fecho da circulação daquela artéria da capital desde as 13h30 de ontem.

"Estas iniciativas prejudicam muito a facturação das lojas que vivem momentos difíceis devido à crise. Deviam realizar-se exclusivamente aos domingos, para que não prejudiquem o comércio de rua. O sábado é fundamental para nós. As perdas são superiores a 50 por cento", disse Eric Soares, gerente da loja Timberland, espelhando a revolta generalizada dos outros comerciantes.

SAIBA MAIS

RENAULT ROADSHOW

Este espectáculo visita algumas das principais cidades mundiais: Istambul, Joanesburgo, Kiev, Lyon, Madrid, México, Moscovo, Roma, Sevilha e Varsóvia.

1200

Número de metros entre o Marquês e os Restauradores.

6

A preparação deste evento decorre há seis meses.

SEGURANÇA

Haverá um extintor de 50 em50 metros ao longo do percurso.

"ADORO PORTUGAL, É UM PAÍS MUITO BONITO" (Lucas di Grassi, Piloto de testes da Fórmula 1 da Renault)

Correio da Manhã – Como está a ser a sua passagem por Portugal?

Lucas di Grassi – Adoro Portugal, e um país muito bonito. A última vez que estive cá foi em 2000 no mundial de Karts em Braga. Em Portugal, sinto-me em casa, muito mais do que nos outros países. Claro que o Brasil é o meu país de eleição, mas se tivesse de escolher outro seria Portugal.

– Que acha pensa deste espectáculo?

– A iniciativa da Renault é muito importante. Portugal não tem uma corrida de Fórmula 1 e este desfile é bom para as pessoas conhecerem e verem de perto os carros.

– Está a gostar do ambiente em torno do evento?

–Acho incrível haver tantas pessoas hoje [ontem], um dia para treinos, espero que haja muitos espectadores para ver o espectáculo que tenho para apresentar amanhã [hoje].

– Que acha da pista?

–É boa. Conhecia a avenida da Liberdade por fotos. Ao vivo é muito mais bonita do que esperava.

– Qual é a velocidade que pode atingir hoje?

– Entre os 250/300 km/h.

– Qual é o seu objectivo?

– Preferia ser um piloto na pista e não piloto de testes.

– Diz-se que pode ficar no lugar de Piquet Jr...

– Tudo depende da Renault. Quero ser piloto, se não for aqui vou tentar outra equipa.

– Hamilton ou Massa?

– Sem dúvida Massa. É meu amigo e compatriota. Seria muito bom o país um brasileiro ser campeão do Mundo.

CÂMARA RECEBE 22 MIL EUROS

A realização deste evento na capital portuguesa vai render à Câmara de Lisboa mais de 22 mil euros de taxas municipais. À Renault Roadshow vão ser cobrados mais de 16 mil euros em taxas de publicidade, 533 euros de taxas de ruído e cerca de seis mil euros pelo trabalho de funcionários municipais. Sendo a Câmara parceira no evento, a organização não pagará taxas de ocupação do espaço público. 

NOTAS

PÚBLICO: BANCADAS PARA 2860

A organização montou seis bancadas com capacidade total para 2860 espectadores. A avenida já ontem esteve lotada, pelo que as bancadas foram pequenas para tanta gente.

INTERACTIVO: PIQUET E ALONSO

Os espectadores podem tentar passar-se por amigos de Piquet e ou Alonso. Para tal, basta colocarem a cabeça num manequim ao lado dois célebres pilotos de Fórmula 1. O resto está lá.

POLÍCIA: 60 AGENTES NO PERCURSO

A PSP colocou cerca de 60 agentes ao longo do percurso, a juntar aos 74 marshalls – agentes com bandeiras – para garantir a segurança dos espectadores do evento.

PROGRAMA

10h00: Village Renault

Animação Paddock ING 'Renault Kids; 'Pit Stop Challenge' Renault F1; Insufláveis e Exposição Renault F1

14h00: Parada Renault Roadshow F1

Exibição do Renault F1, Megane Trophy e muitas surpresas

VIAS CONDICIONADAS

Entre as 04h00 e as 23h00 de hoje 

ESTACIONAMENTO INTERDITO

Alameda Edgar Cardoso, Rua Castilho, Praça Marquês de Pombal, Parque Eduardo VII, Palácio da Justiça, Avenida da Liberdade, Praça dos Restauradores e Alameda Cardeal Cerejeira    

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)