Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

FPF perde 1,5 milhões/ano

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vai perder 1,5 milhões por ano por lhe ter sido retirado o estatuto de utilidade pública desportiva, segundo despacho publicado ontem no Diário da República. Parte da verba (500 mil euros) era canalizada para as Associações de Futebol Distrital.
28 de Abril de 2010 às 00:30
Gilberto Madaíl ainda não reagiu ao despacho do Secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias
Gilberto Madaíl ainda não reagiu ao despacho do Secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias FOTO: João Trindade/Record

A perda do estatuto, "pelo prazo de um ano, eventualmente renovável por idênticos períodos", implica a suspensão imediata dos apoios financeiros resultantes de contratos-programa, impede a renovação dos actuais, mas não afecta as selecções nacionais. Assinado por Laurentino Dias, secretário de Estado da Juventude e Desporto, o despacho resulta do facto de a FPF não ter adequado os estatutos ao novo Regime Jurídico das Federações Desportivas dentro dos prazos determinados.

Recorde-se, no entanto, que a direcção da FPF já tinha apresentado uma proposta em Assembleia Geral (AG), a 18 Julho de 2009, moção rejeitada pelas associações, que não querem perder influência na AG da Federação, onde detêm a maioria (passariam de 55% para 35%).

Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato dos Jogadores, mostrou-se crítico em relação às associações: "Num regime democrático é a vontade da maioria que prevalece e não a de um grupo minoritário, que pretende impor regras mesmo que afrontando a lei." Fonte da FPF disse ao CM que o organismo irá "agora analisar o despacho de Laurentino Dias.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)