Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

FRANK RILKAARD NÃO FALA COMIGO

Ricardo Quaresma foi uma das grandes apostas do Barcelona de Joan Laporta para a edição deste ano da Liga espanhola, mas hoje o jovem internacional português não chega sequer a integrar as convocatórias do técnico Frank Rijkaard.
8 de Abril de 2004 às 00:00
Em declarações ao jornal espanhol ‘Sport’, o jovem português diz não entender o porquê desta situação, até porque o holandês nem sequer fala com ele.
“Treino-me bem todos os dias mas quando sai a convocatória o meu nome não está lá. A verdade é que não sei porque não jogo. O treinador não fala comigo. Só o fez uma vez, quando não me convocou pela primeira vez. Depois disso, nada”, adiantou o antigo jogador do Sporting.
Quaresma acredita por isso que o técnico não confia nas suas capacidades e, embora manifeste o desejo de continuar em Barcelona, avisa que não irá aguentar mais uma época sem jogar.
“Como o técnico não me diz nada, não sei se estou a trabalhar bem ou mal e sinto que ele não confia em mim. Tenho apenas 20 anos e não desejo sair do Barcelona, mas se aqui não me deixarem jogar... Só peço que sejam claros comigo”, disse o internacional português.
O jovem extremo ‘blaugrana’ tem consciência que a perda de protagonismo na equipa da Cidade Condal e a forte concorrência por um lugar na selecção nacional, acabará por afastá-lo do Euro’2004.
“Em Portugal há muitos extremos. Figo é intocável. Cristiano Ronaldo não joga muito em Manchester, mas joga mais do que eu. Também temos que contar com o Simão, que está a jogar muito bem no Benfica, e com o Boa Morte que é titular indiscutível no Fulham. Perante este cenário, parece-me normal que venha a ficar de fora dos eleitos para o Euro’2004”, concluiu Ricardo Quaresma.
Ver comentários