Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

FRAZÃO FOI O ÚLTIMO A CAIR

Nuno Frazão quedou-se pelos 16 avos-de-final da prova de espada dos Mundiais de Esgrima de Lisboa, ao ser derrotado pelo francês Jean-Michel Lucenay.
20 de Agosto de 2002 às 22:59
O único português presente no quadro principal - Bruno Carvalho, João Borges e Joaquim Videira ficaram pela qualificação - mostrou-se um adversário acessível para Lucenay, que venceu por 15-7.

No entanto, no final da prova, Nuno Frazão mostrou-se satisfeito com a classificação obtida.

“Não ficaria satisfeito se não chegasse aos 32 avos-de-final. Mas mais que isso seria um sonho. Estou satisfeito comigo mesmo, porque fiz uma boa esgrima e porque consegui a minha melhor classificação de sempre em Mundiais”, disse o espadista.

O atirador português volta a entrar em acção no Mundial na próxima sexta-feira, no torneio por equipas (juntamente com Borges, Carvalho e Videira), defrontando a relativamente acessível Grã-Bretanha ou a temível Rússia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)