Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Gastão Elias em frente

Sorte diferente para os dois juniores portugueses que ontem se estrearam no Open dos Estados Unidos. Enquanto Michelle Brito não conseguiu ultrapassar a húngara Simona Halep, Gastão Elias qualificou-se para a segunda ronda ao bater o transalpino Daniel-Alejandr Lopez por um duplo 6-4.
3 de Setembro de 2007 às 00:00
Júnior luso venceu italiano
Júnior luso venceu italiano FOTO: Paulo Calado/Record
Embora ainda muito jovem, afinal, Michelle apenas tem 14 anos, a portuguesa não teve argumentos para bater uma jogadora bem mais completa do que ela. Nick Bollettieri, dono da Academia onde Michelle treina, justificou: “Não basta bater forte na bola, ela tem de variar mais o seu jogo, encontrar ângulos e o serviço necessita de mais trabalho.”
O jogo de Michelle é de facto monocórdico, ela bate com muita força, mas não varia, não faz um amortie, não sobe à rede, em suma, frente a jogadoras que a saibam contrariar do fundo do court, não tem argumentos. E não gostámos da sua atitude. Não contém as lágrimas quando se apercebe que não vai conseguir dar a volta ao marcador e é sabido, que em ténis, até ao último ponto, luta-se. Quanto a Gastão, a música foi outra, mais concentrado, menos teatral, aproveitou bem as carências do transalpino de origem paraguaia. O português comandou sempre o encontro e quando teve oportunidade de ganhar o serviço ao seu oponente não pestanejou. Refira-se que o italiano, de vez em quando, batia na bola ao bom estilo de um franco-atirador que dispara sem olhar para onde. Foi frequente a bola sair dois metros para lá da linha.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)