Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Geraldes nega responsabilidades no protocolo com clube de Cabo Verde

"Que verifiquem quem assinou o protocolo", refutou o ex-team manager dos leões.
19 de Março de 2019 às 22:10
A carregar o vídeo ...
"Que verifiquem quem assinou o protocolo", refutou o ex-team manager dos leões.
A Investigação CM apurou que o Sporting pagou por um acordo de preferência sobre jogadores sendo que pelo menos quatro, aparentemente, não existem.

O protocolo com o Batuque Futebol Clube, de Cabo Verde, foi feito em 2017, quando Bruno de Carvalho era presidente. A direção pagou 330 mil euros para ter direito de preferência por jogadores do clube africano, mas sobre os quais nunca recebeu qualquer relatório, vídeo ou fotografia.

Não há documentos que provem sequer a existência de quatro deles.

André Geraldes, ao CM, negou responsabilidades. "Soube inicialmente do projeto mas não tive intervenção a partir daí. Que verifiquem quem assinou o protocolo", refutou o ex-team manager dos leões.
André Geraldes Investigação Cabo Verde Sporting Batuque Futebol Clube Bruno de Carvalho presidente futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)