Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Godinho sabia dos contratos de Pereira Cristóvão

Paulo Pereira Cristóvão assegurou ontem que a direcção do Sporting, incluindo o presidente Godinho Lopes, tinha conhecimento do contrato com uma empresa para "protecção de activos", a Businlog, mas vincou que não a controla.

21 de Junho de 2012 às 01:00
Pereira Cristóvão confirmou que Rui Martins foi seu funcionário
Pereira Cristóvão confirmou que Rui Martins foi seu funcionário FOTO: LUÍS MANUEL NEVES

"Godinho Lopes teve conhecimento destes contratos desde o início. Estamos a falar de protecção de activos, não estamos a falar de ilegalidades", referiu o ex-dirigente, em entrevista à TVI. "Não se trata de perseguir ou espiar atletas, mas de lhes dar aconselhamento. O mesmo sucede no Benfica e no FC Porto", observou Cristóvão, que está indiciado de cinco crimes, um deles de burla ao próprio Sporting. "Em nenhum momento eu desviei o que quer que fosse do Sporting", vincou, sublinhando ter a "total solidariedade" da direcção leonina.

Sobre o depósito de dois mil euros na conta do árbitro assistente José Cardinal num banco da Madeira, afirmou: "O meu envolvimento no caso Cardinal é nulo. Em nenhum momento mandei quem quer que fosse depositar dinheiro na conta [de Cardinal], nem ninguém do Sporting o fez." Confirmou, no entanto, que Rui Martins (alegado depositante) foi seu funcionário numa empresa.

O antigo vice leonino falou ainda da escolha de Rogério Alves para seu advogado: "Numa primeira fase, o Sporting predispôs-se a pagar a Rogério Alves, mas fui eu que não quis."

ESPIONAGEM FOI SURPRESA

Godinho Lopes conhecia os contratos de protecção de activos, mas desconhecia a espionagem que foi feita aos jogadores do plantel, assegurou ontem ao CM fonte próxima do presidente do Sporting. "Godinho Lopes sempre pensou que em causa estava a adaptação dos futebolistas e respectivas famílias ao clube e, em alguns casos, a Portugal", disse. A mesma fonte adiantou, ainda, que o líder leonino delegou em Pereira Cristóvão os contratos com as empresas em causa e que não sabia que algumas poderiam ter ligações ao ex-vice do clube.

O CM contactou ainda outros dirigentes de Alvalade, que não quiseram analisar a entrevista de Cristóvão à TVI. Alguns deram a entender que não o faziam por temerem represálias.

SPORTING PEREIRA CRISTÓVÃO GODINHO LOPES
Ver comentários