Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

GOLEADA NA PRIMEIRA VITÓRIA DE JESUALDO

O Sp. Braga garantiu praticamente, ontem, a manutenção na SuperLiga, ao receber e vencer o Nacional da Madeira, por concludentes 4-1, no primeiro triunfo de Jesualdo Ferreira desde que tomou conta do comando técnico dos minhotos (antes havia perdido com o Benfica e empatado com a U. Leiria).
12 de Maio de 2003 às 00:00
A goleada começou com um penálti indiscutível (11’), convertido em golo por Nuno Rocha. Num Estádio 1.º de Maio a registar a presença de cerca de 20 mil adeptos – números só comparáveis aos jogos que o Benfica realiza neste palco –, acto resultante da iniciativa da SAD, que decidiu ‘abrir as portas’ aos adeptos, o Braga entrou com uma postura bem diferente da habitual, acabando por vencer e convencer.
Esta mudança deu os seus frutos, já que nas três primeiras situações que teve para o fazer marcou três golos, ganhando com isso a necessária tranquilidade frente aos madeirenses. O poder concretizador dos ‘arsenalistas’ foi de tal forma evidente que, aos 26 minutos, já Arrieta fazia o 3-0 e ‘traçava’ o destino de um encontro que aos 55 minutos viu Lima fazer o 4-0. O Nacional ainda tentou reagir à desvantagem, e como corolário do futebol aberto, e ofensivo, que praticou no 1.º de Maio, acabou por ter o ‘prémio de consolação’ aos 59 minutos, quando Clemir atirou ao poste da baliza de Quim, sobrando a bola para Tonanha, que a empurrou para o fundo da baliza.
Os insulares ainda beneficiaram de dois livres frontais à baliza de Quim e alguns pontapés de canto, mas a verdade é que foi o Braga quem esteve sempre mais perto do 5-1.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)