Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Golo de Mariano ilude o equilíbrio

O FC Porto está nas meias-finais da Taça de Portugal mas o Leixões nem por um momento foi inferior ao seu vizinho e rival, num embate que ficou decidido muito cedo, logo aos cinco minutos, quando Mariano González fez o único golo de um encontro que merecia mais. Golos, entenda-se.
29 de Janeiro de 2009 às 00:30
Bruno Alves ganha ao leixonense Zé Manuel
Bruno Alves ganha ao leixonense Zé Manuel FOTO: Estela Silva/Lusa

A segunda parte foi disputada a um ritmo muito elevado, às vezes frenético, o que redundou num excelente jogo, onde a incerteza no marcador foi levada ao extremo.

Voltando atrás, o golo de Mariano foi a única coisa ‘de jeito’ que o FC Porto fez na primeira parte. De resto, as melhores oportunidades, entre os cinco minutos e o descanso, pertenceram ao Leixões. Houve mesmo um lance em que a bola poderia ter chegado ao fundo da baliza de Nuno. Valeu a intervenção do guarda-redes e a ajuda da barra, numa jogada que começou com um mau passe de Bruno Alves e terminou com um remate de cabeça de Zé Manuel. Nesta altura, perto dos 35’, o melhor futebol que se via no Dragão era praticado pelo Leixões.

Após o intervalo o FC Porto voltou a entrar bem, mas teve depois de suportar a fantástica reacção do Leixões, que deu tudo, até ‘rebentar’. Quando isso aconteceu, a dez minutos do fim, os portistas voltaram a carregar. Este jogo bem merecia prolongamento.

ANÁLISE

POSITIVO: ENTREGA LEIXONENSE

Os homens do Mar, entenda-se Leixões, perderam, é verdade, mas deixaram no relvado do Dragão tudo o que tinham e, acima de tudo, a imagem de uma boa equipa. Para ver ‘coisas’ destas, ainda vale a pena ir à bola.

NEGATIVO: INEFICAZ LISANDRO

Lisandro continua a ser o jogador que sempre foi, no capítulo da entrega ao jogo. Mas na finalização está a um nível bem mais baixo do que na temporada passada. Falhou golos que no ano anterior não perdoava.

ARBITRAGEM: COMPLACENTE

Um agarrão de Lucho a Diogo Valente, quando o leixonense ia entrar velozmente na área portista, não podia ficar apenas por um aviso. Era amarelo... e inexplicavelmente não foi!

FICHA DE JOGO

Taça Portugal - Quartos-de-final - 28/01/09

Local: Estádio do Dragão - Assistência: 17 611

FC PORTO: Nuno, Fucile, Stepanov, Bruno Alves, Benitez, Raul Meireles, Guarín, Lucho, Mariano (Tomás Costa 74m), Lisandro, Hulk  (Rodriguez 62m).

Treinador: Jesualdo Ferreira

LEIXÕES: Beto, Laranjeiro, Nuno Silva, Élvis, Angulo (Nwoko 65m), Roberto Sousa, Bruno China, Hugo Morais, Zé Manuel, Chumbinho, Diogo Valente (Sandro 79m).

Treinador: José Mota

Golo: 1-0, Mariano (5’)

Árbitro: João Ferreira (Setúbal) 6

Disciplina: amarelos: Roberto Sousa (33’), Raul Meireles (87’), Bruno China (89’), Sandro (90 3’)

Classificação do jogo 8

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)