Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

GOLO DE SIMÃO PRECIOSO

Um golo solitário de Simão garantiu ontem uma preciosa vitória do Benfica em Coimbra, colocando os ‘encarnados’ isolados no comando da SuperLiga, com mais dois pontos que os seus mais directos perseguidores e mais sete que o FC Porto, este com menos um jogo.
20 de Setembro de 2004 às 00:00
Numa partida pouco espectacular e sem grandes oportunidades de golo, o ‘capitão’ do Benfica falhou um pénalti, mas redimiu-se depois ao apontar o tento da vitória.
Trapattoni apostou praticamente no mesmo onze que venceu na passada quinta-feira o Dukla Bystrica e apenas deixou Nuno Gomes no banco, fazendo Zahovic regressar à equipa. A jogar em casa, a Académica mostrou inicialmente maior acutilância. Assumiu a iniciativa de jogo e procurou aproximar-se da área benfiquista. Nem sempre o conseguiu e quando o fez foi inconsequente.
No lado oposto, os ‘encarnados’ tentaram impor o seu jogo e após os primeiros 25 minutos passaram a chegar com maior regularidade junto da baliza adversária. No entanto, oportunidades de golo só uma, desperdiçada mesmo à beira do intervalo por Sokota, que teima em não acertar com as redes. No segundo tempo, os ‘encarnados’ foram mais ofensivos, mas nem por isso mais eficazes. O meio-campo não esteve ao seu nível, mas valeu pela combatividade e agressividade. Aos 56 minutos, Simão sofreu pénalti, mas na conversão da grande penalidade acabou por atirar ao poste.
Mal Simão falhou o pénalti, Trapattoni reagiu e colocou em campo Nuno Gomes, tirando Zahovic. Karadas, que nos dois jogos que fez na SuperLiga apontou dois golos e fez duas assistências, só saiu do banco a 20 minutos do fim do jogo.
Numa altura em que o Benfica pressionava, mas não criava muito perigo, eis que chegou o golo (73’). Numa jogada pela direita, João Pereira centrou rasteiro, a bola tabelou num defesa e sobrou para Simão que dentro da área fez o golo da vitória ‘encarnada’. Até final só deu Benfica.
Ver comentários