Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

GP MALÁSIA: FERRARI LIDERA QUALIFICAÇÃO

Michael Schumacher, em Ferrari, deixou hoje um sério aviso à concorrência no Circuito de Sepang, ao conquistar o melhor tempo na primeira sessão de qualificação para o Grande Prémio da Malásia, que se disputa no próximo domingo. O seu colega de equipa Rubens Barrichello foi o segundo mais rápido.
21 de Março de 2003 às 14:07
Depois do mau resultado em Melbourne, na corrida de abertura da temporada, a Ferrari parece apostada em provar que o que se passou na Austrália terá sido apenas um ‘acidente de percurso’ para uma equipa que dominou absolutamente o último campeonato. Nesse grande prémio, Barrichello sofreu um despiste e não terminou a corrida e Schumacher ficou na quarta posição, arredado do pódio pela primeira vez desde 2001.

Na pista malaia, o pentacampeão do Mundo demonstrou notória superioridade ao bater o tempo com que marcou ‘pole position’ no ano passado e ao ser quase um segundo mais rápido que o primeiro não Ferrari. Schumacher marcou o tempo de 1m34s980 (a ‘pole’ do ano passado foi de 1m35s266) e Barrichello ficou a 701 centésimos de segundo, sendo o segundo mais rápido. “Tivemos um grande dia, sem qualquer erro, e a pista estava bem limpa”, comentou Michael Schumacher.

O terceiro mais rápido foi o colombiano Juan-Pablo Montoya, ao volante de um Williams-BMW, marcando o tempo de 1m35s939, à frente do McLaren-Mercedes de Kimi Raikkonen. “Os Ferrari ainda estão um pouco à frente, mas satisfaz-me estar à frente dos McLaren”, disse Montoya.

David Coulthard, que venceu o Grande Prémio da Austrália ao volante de um McLaren-Mercedes, não conseguiu melhor que o quinto tempo nesta primeira sessão de qualificação. O piloto justificou o tempo registado com o facto de ter apanhado a pista suja, dado que foi o primeiro a fazer a volta de qualificação, por liderar o campeonato.

Ao abrigo das novas regras da Fórmula Um, a qualificação para a grelha de partida é agora feita em duas sessões, disputando-se a segunda amanhã (sábado). Michael Schumacher terá a vantagem de ser o último piloto a fazer a volta de qualificação, mas a estratégia também conta, uma vez que, agora, os carros não podem se reabastecidos entre a segunda qualificação e o início da corrida. As equipas têm de decidir se preferem menos combustível para fazer uma qualificação mais rápida mas obrigando a uma paragem de reabastecimento nas primeiras voltas da corrida, ou o contrário.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)