Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

“Há campeões à pedrada”

José Eduardo Bettencourt condenou a decisão do Conselho de Disciplina da Federação de punir o Sporting com pena de derrota pelos incidentes no jogo de juniores entre leões e Benfica, disputado em Junho na Academia.
24 de Julho de 2009 às 00:30
Arnaldo Marques da Silva é benfiquista e até já discursou na Casa do clube em Palmela. O Sporting quer apurar a efectiva ligação do advogado ao clube da Luz e saber por que motivo este não pediu escusa de analisar este processo.
Arnaldo Marques da Silva é benfiquista e até já discursou na Casa do clube em Palmela. O Sporting quer apurar a efectiva ligação do advogado ao clube da Luz e saber por que motivo este não pediu escusa de analisar este processo. FOTO: Vítor Mota

'Estou chocado. Os campeonatos sempre se podem ganhar à pedrada. Não me conformo', reagiu o presidente leonino, criticando a uniformidade de critério para o Sporting e Benfica: 'A ser verdade, e ainda não li o acórdão, réu e inocente têm a mesma pena. Isso é inadmissível.'

O Sporting não se dá por vencido na batalha jurídica e Bettencourt garante: 'Vamos recorrer.'

Arnaldo Marques da Silva, presidente do Conselho de Disciplina da FPF, é benfiquista e esteve na Casa do Benfica em Palmela em 22 de Julho de 2007 a discursar.

O Sporting tomou uma posição pública sobre o caso. 'A bem do que resta da dignidade do exercício de cargos deste tipo, designadamente no CD da FPF, seria elucidativo que o seu presidente viesse a público esclarecer qual o seu nível de envolvimento clubístico com a Casa de Palmela do Benfica, bem como, a verificar-se tal envolvimento, a razão pela qual não pediu escusa para apreciar este processo', considerando ainda que o CD 'deu a machadada final na credibilidade do futebol português'.

APONTAMENTOS

MADAÍL INCOMODADO

'A partir do momento em que há uma decisão de um órgão disciplinar, tenho de a respeitar, como sou obrigado pelos estatutos', comentou Gilberto Madaíl, deixando a entender que discorda do CD da FPF.

HERMÍNIO PREOCUPADO

'Espero que a polémica não se estenda à próxima edição da Liga Sagres', desejou Hermínio Loureiro, presidente da Liga de clubes, expressando um desejo. 'Espero que seja um assunto ultrapassado e encerrado.'

Ver comentários