Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

HOLOFOTES SOBRE CÂNDIDO

A 66.ª edição da Volta a Portugal sai hoje para a estrada, com a primeira etapa a disputar-se entre as Termas de Monfortinho e Castelo Branco, na distância de 190,6 quilómetros. Ontem, a pacata localidade de Idanha-a-Nova recebeu a cerimónia de apresentação das dezoito equipas participantes.
29 de Julho de 2004 às 00:00
A ocasião serviu também para demonstrar que Cândido Barbosa, da LA Pecol, é o homem do momento no pelotão, superando mesmo em manifestações de apoio o seu colega de equipa e cunhado, Nuno Ribeiro, campeão do ano passado.
Os conjuntos desfilaram aos pares no auditório ao ar livre do Centro Cultural Raiano para uma plateia de cerca de duzentos espectadores.
A equipa vilacondense (ASC-Vila do Conde) abriu o desfile juntamente com a espanhola Saunier Duval. O representante de cada equipa subiu ao palco, enquanto que os restantes elementos ficaram na plateia. Cada equipa portuguesa desfilou emparceirada com uma estrangeira. A LA Pecol, vencedora da Volta em 2003, foi a última equipa a subir ao palco em conjunto com a formação russa Lokomotiv.
Um ano depois da surpreendente vitória na volta, Nuno Ribeiro, da LA Pecol, esteve sempre rodeado de uma atenção especial, mas foi Cândido Barbosa, autor de uma Volta notável em 2003 em prol da vitória do cunhado, o ciclista mais solicitado para os habituais autógrafos e fotografias.
Sem a concorrência de Angel Edo, que ficou de fora das opções da Maia-Milaneza, Barbosa vai enfrentar a oposição de fortes adversários, como Alberto Benito (Antarte), Martin Garrido (Barbot-Torrié), Pedro Soeiro (Carvalhelhos-Boavista), Alexei Markov (Polsat), Alberto Ongarato (Fassa Bortolo) ou Jan Svorada (Lampre). Dario Frigo, apesar de uma época muito marcada por lesões, é outro nome a ter em conta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)