Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

"Houve falta no segundo golo do Everton"

O guarda-redes do Sporting, Rui Patrício, assegurou esta terça-feira que existiu uma falta que precedeu o segundo golo do Everton. "Houve falta no segundo golo do Everton, quem viu o lance e quer percebê-lo entende que há falta", afirmou.
16 de Fevereiro de 2010 às 21:38
Rui Patrício recusou baixar os braços
Rui Patrício recusou baixar os braços FOTO: Paulo Calado/Record

No rescaldo jogo, em Liverpool, Rui Patrício recusou baixar os braços e adiou para a partida do Estádio José de Alvalade, a 25 de Fevereiro, a decisão final sobre a eliminatória da Liga Europa. 'Temos boas condições para seguir em frente, é um resultado que deixa tudo em aberto. Vamos fazer tudo para conseguir passar a eliminatória', disse.

O guardião do Sporting tem sido alvo de muitas críticas, mas garantiu que as encara com normalidade. 'Isso faz parte, já quase desde que comecei a jogar que tem sido assim. O que importa é continuar a trabalhar. Sei os meus objectivos', rematou o jogador de 23 anos.

'ESTÁ TUDO EM ABERTO': CARLOS SALEIRO, AVANÇADO

'Se o Sporting tivesse marcado mais cedo, talvez ainda conseguisse empatar. Mas está tudo em aberto', afirmou Carlos Saleiro, no final da partida. A derrota não assustou o avançado leonino que promete: 'Vamos fazer tudo para vencer o Everton em casa.'

Sobre a partida, Saleiro considerou que 'com dois jogadores na frente e o Yannick na esquerda, desequilibrámos um pouco mais'.

'TIVEMOS OPORTUNIDADE PARA FAZER O GOLO ANTES DO EVERTON': TONEL, DEFESA

Tonel entendeu que o Sporting encarou bem o jogo e que até podia ter marcado na primeira parte. 'Entrámos relativamente bem no jogo. Tivemos oportunidade na primeira parte para fazer o primeiro golo antes do Everton e acabámos por o sofrer', sublinhou.

O defesa central corroborou as palavras de Rui Patrício sobre o segundo golo dos ingleses. 'Na segunda parte tentámos, o Everton fez um golo que me parece irregular. Pareceu-me injusto', disse 'Demorámos a reagir, mas quando reagimos fizémo-lo bem e marcámos um golo que nos dá boas possibilidades para o jogo da segunda mão', conclui Tonel.

"É MUITO DIFÍCIL VIRAR O JOGO CONTRA UMA EQUIPA INGLESA": PEDRO MENDES, MÉDIO

Pedro Mendes lamentou a derrota num jogo em que o Sporting procurou a vitória. "Há que realçar que acabámos por ser infelizes pela forma como criámos oportunidades e não marcámos e depois ainda sofremos o segundo golo num lance em que houve falta", analisou o médiom sublinhando a atitude da equipa positiva de Alvalade. "Procurámos e conseguimos voltar a tomar conta do jogo, depois do 2-0. O nosso golo é importante, pois é muito difícil virar um jogo conta uma equipa inglesa que esteja com dois golos de vantagem. O 2-1 abre-nos boas perspectivas, queríamos mais mas está tudo em aberto", afirmou.

Sobre a subida do seu rendimento, Pedro Mendes lembrou que esteve sem jogar três meses e assegurou que quer continuar a melhorar. "Sem estar a querer arranjar desculpas, estive três meses parado. Não estou ainda ao nível que quero, apesar de me sentir melhor. O mais importante foi a forma como a equipa reagiu neste jogo", rematou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)