Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

J. Augusto garante inocência

"Estou tranquilo e inocente. Está tudo justificado". Foi desta forma que José Augusto, ex-jogador de futebol da década de 60, reagiu ao início de julgamento em que é acusado de um crime de peculato.
15 de Setembro de 2010 às 00:30
José Augusto
José Augusto FOTO: João Trindade/Record

"Isto tudo é fruto da maldade e inveja de dois ou três amigos que tinha", disse o antigo internacional e ex-médio do Benfica ao CM.

Em causa está um crime de peculato enquanto presidente de Os Franceses (com sede no Barreiro) entre 2000/2002. Segundo o advogado da associação, Luís Miguel Patacho, "houve uma queixa-crime pelo crime de peculato, sobre um valor de cerca de 61 mil euros". "Foi acusado [José Augusto] e requereu a abertura de inquérito. O que vai ser julgado é se cometeu ou não o crime de peculato", disse o advogado, recusando adiantar mais pormenores sobre o processo.

A sessão começou na manhã de ontem no Tribunal do Barreiro e deveria ter continuado no período da tarde, mas foi adiada para 7 de Outubro, pelas 09h30.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)