Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

JARDEL: TENHO SEDE DE GOLOS

Mário Jardel chegou ontem ao aeroporto de Lisboa, sem a companhia da sua esposa Karen Jardel que ainda ficou em Porto Alegre, e não escondeu a sua confiança na revalidação do título de campeão nacional, rumando poucos minutos depois para a Academia de Alcochete onde já treinou.
4 de Julho de 2002 às 22:55
“Estou em Lisboa para trabalhar e ajudar o Sporting a ganhar mais um título”, afirmou o melhor artilheiro da época passada, assegurando: “A única coisa que tenho sede é de golos”.

Entre os vários assuntos abordados pelo jogador, Jardel mostrou-se resignado pela hipótese de rumar para o campeonato espanhol ter saído gorada: “Sinto-me bem no Sporting. Se não aconteceu foi porque Deus não quis. Tenho um bom contrato. É apenas um desejo, não aconteceu paciência”.

No entanto, Super-Mário não escondeu que ainda sonha com essa possibilidade para um futuro próximo: ”Estou somente a pensar no Sporting, mas se surgir uma proposta de um clube muito grande...”

JOÃO PINTO PREOCUPA

Na temporada passada, o grande “fornecedor” de assistência para Jardel foi João Pinto. Este ano corre o risco de ver o seu companheiro castigado pela FIFA depois da alegada agressão ao árbitro argentino no jogo com a Coreia do Sul.

Esta situação preocupa, obviamente, Mário Jardel, mas acredita que os restantes jogadores do plantel podem substituir o internacional português: “Se o João Pinto for suspenso, outro jogador vai tentar corresponder. Aconteceria a mesma coisa se Jardel não jogasse”.

“MEU IRMÃO PODE ESTOURAR”

Outro assunto que Jardel falou foi sobre o ingresso do seu irmão, George Jardel, no rival Benfica: “Se lhe derem oportunidades, o meu irmão pode estourar no futebol português”, referiu, visivelmente satisfeito pela aposta feita: “Estou muito feliz pelo Benfica ter apostado nele”.

Como não podia deixar de ser, a conquista do pentacampeonato pela selecção brasileira também foi um assunto que mereceu a atenção de Mário Jardel. “Estou muito contente. Penso que participei indirectamente. Joguei nas eliminatórias. Fiquei muito feliz. Ser pentacampeão é um feito histórico. Afinal poucas selecções o conseguem”, finalizou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)