Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Jessica desistiu da Maratona de Londres

Lesão muscular impediu a maratonista portuguesa de chegar ao final da prova.
21 de Abril de 2013 às 16:49

A atleta portuguesa Jessica Augusto invocou este domingo dores musculares para justificar a desistência a meio da Maratona de Londres, vencida pela queniana Priscah Jeptoona.

"Aos 27 quilómetros, antes um bocadinho, senti uma dor muito forte no [músculo] isquiotibial e fui obrigada a parar porque começou a bloquear-me a perna e nunca mais consegui ser a mesma na corrida", disse à agência Lusa no final.

A maratonista disse que esta não é uma consequência de uma lesão anterior, e que terá de consultar o médico na próxima semana para avaliar a situação.

Jessica Augusto, que aos 25 quilómetros se encontrava na 13.ª posição, afirmou que a prova estava até a correr bem: "passei aos tempos que pretendia, passei à meia como pretendia, mas chegou a uma altura em que as condições físicas limitaram-me".

Apesar deste revés, a atleta continua motivada a treinar para outros objetivos da época, nomeadamente a maratona dos Campeonatos do Mundo, em agosto, em Moscovo, estando ainda a ponderar preparar a prova dos 10 mil metros.

Sobre as medidas de segurança reforçadas na Maratona de Londres, na sequência do atentado de Boston na passada segunda-feira, a portuguesa disse não ter notado grande diferença relativa às duas edições anteriores em que participou.

Jessica Augusto admitiu ter ficado "chocada" com o atentado que causou a morte a três pessoas e ferimentos em outras 180 durante a prova naquela cidade norte-americana e lamentou que um momento de "lazer" se tivesse tornado num "terror" para muita gente.

"Fiquei um bocado triste, mas não penso que temos de ter medo porque basta acontecer uma vez para depois se calhar se tomarem providências para que não se volte a repetir", afirmou.

Esta foi a terceira participação de Jessica Augusto na maratona de Londres, onde a antiga campeã europeia de corta-mato fez a sua estreia na distância.

Em 2011, completou em 2.24.33 horas, a segunda melhor marca portuguesa de sempre, atrás da registada por Rosa Mota em Chicago (EUA), em 1985 (2.23.29 horas), e em 2012 terminou em 2:24.59 horas, mantendo o oitavo lugar.

Nos Jogos Olímpicos de Londres2012, terminou os 42,195 quilómetros em 2:25.11 horas, em sétimo lugar, obtendo o melhor resultado de uma portuguesa na maratona olímpica desde 1996.

Jessica Augusto atleta maratona maratonista prova lesão muscular
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)