Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Jesus: Benfica "tem margem" para vencer campeonato

Jorge Jesus quer manter vantagem de quatro pontos sobre o FC Porto.
5 de Maio de 2013 às 19:42

O técnico do Benfica manifestou este domingo a intenção de vencer a partida de segunda-feira com o Estoril-Praia para manter a vantagem de quatro pontos sobre o FC Porto e ficar mais perto da conquista do título português de futebol.

"Temos margem suficiente para sermos os vencedores deste campeonato", reconheceu Jorge Jesus, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da 28.ª jornada da I Liga frente ao Estoril-Praia, que classificou de "decisivo" na medida em que é fundamental para chegar ao Dragão, na próxima ronda, com quatro pontos de vantagem sobre o FC Porto.

Jorge Jesus recusou, contudo, antecipar desde já a vitória no campeonato, optando por sublinhar que "o Benfica tem jogado sempre com a necessidade de vencer" e, nesse sentido, "quanto mais se aproxima o fim do campeonato, a responsabilidade não é maior, é a mesma".

O técnico encarnado garantiu que "nada muda" relativamente aos três jogos que faltam para a conclusão do campeonato, até porque a equipa não terá "maior pressão", mas "mais satisfação".

"Ainda temos muito para sofrer, para conquistar e para nos orgulharmos do que conseguirmos fazer jogo a jogo", sustentou.

Jesus afirmou estar concentrado nas cinco partidas que o Benfica tem até ao final da época - três da Liga e as finais da Liga Europa e da Taça de Portugal - para se escusar a comentar a sua renovação do contrato, já anunciada implicitamente pelo presidente do clube, ou para responder às acusações do técnico do FC Porto, Vítor Pereira, de que este campeonato está a ser "sujinho, sujinho, sujinho".

"No fim é que vamos fazer as contas e uma avaliação deste campeonato, cada um à sua maneira. Mas continuo a dizer que o jogo com o Sporting foi limpinho e continua a ser limpinho", argumentou.

Sobre uma eventual "rotatividade" dos jogadores do plantel, o técnico dos "encarnados" garantiu que "neste momento já não existe", porque nos três jogos que faltam o objetivo é apenas o de "proteger alguns jogadores, do ponto de vista físico, de alguma lesão", rejeitando que o encontro com o Fenerbahçe, das meias-finais da Liga Europa, tenha deixado algumas "mazelas" nos jogadores.

"O jogo mais importante é o próximo", insistiu o treinador das "águias", antecipando que na partida com o Estoril "as surpresas que possam existir serão aquelas que alguns jogadores individualmente possam criar", elogiando o adversário por ser "uma equipa que sai bem, com jogadores rápidos na frente".

jorge jesus benfica futebol liga técnico estoril fc porto
Ver comentários