Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Jesus: “Temos respeito mas não temos medo”

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, reconheceu esta segunda-feira que o Barcelona é de “outra dimensão”, mas referiu que não tem “medo”.
1 de Outubro de 2012 às 18:57
Jorge Jesus diz que Benfica "não tem medo" do Barcelona
Jorge Jesus diz que Benfica 'não tem medo' do Barcelona FOTO: Paulo Novais/Lusa

“Estamos na Liga dos Campeões, onde estão os melhores e por isso temos de estar preparados. É verdade que o Barcelona tem outra dimensão, seguramente mundial, mais capaz e com mais argumento”, afirmou o técnico encarnado, em conferência de imprensa.

“Vamos ver se conseguimos parar o Barcelona melhor que outros. Vão em sete vitórias seguidas. Sabemos que é difícil, temos respeito mas não temos medo”, sublinhou.

O treinador do Benfica disse esta segunda-feira ter "respeito, mas não medo" do Barcelona, que espera com "um bom posicionamento colectivo defensivo" no encontro de terça-feira, da segunda jornada do Grupo G da Liga dos Campeões de futebol.

 

"Mesmo assim, podemos não ser capazes de anular o FC Barcelona, porque eles têm jogadores que, de um momento para o outro, tiram dois ou três adversários da frente e lá se vai o posicionamento táctico", disse Jorge Jesus, que concorda com Messi, quando este afirmou recentemente que "não saberia o que fazer sem Xavi e Iniesta".

 

A sua concordância advém do facto de Xavi e Iniesta serem os jogadores que "preparam o jogo e dão qualidade ofensiva à equipa", considerando que o trio que formam com Messi só pode ser parado com "um bom posicionamento coletivo defensivo", que não garante que seja cem por cento eficaz em função "da capacidade de desequilibrar que qualquer deles possui".

"Pontuar na Liga dos Campeões é sempre bom. Lembro-me que empatámos na Luz com o então favorito do grupo, o Manchester United, e que esse resultado nos ajudou a qualificar. Por isso, empatar com o favorito Barcelona será sempre positivo", admitiu.



À pergunta de como espera evitar que os seus jogadores passem a maior parte do tempo a correr atrás da bola, Jesus reconheceu que não é possível fazê-lo. "Se algum treinador vier dizer que vai dividir o jogo com o FC Barcelona está a mentir. Eles têm normalmente 60 a 70 por cento de posse de bola em todos os jogos e isso obriga a que quem não a tem defenda a maior parte do tempo. Como eles são a melhor equipa do mundo em ataque posicional, vamos ter de correr atrás da bola porque a isso nos vão obrigar", disse.

 

Não obstante, o treinador encarnado considera que a equipa catalã "não é perfeita, também tem defeitos", lembrando os recentes jogos "com o Spartak de Moscovo e o Sevilha, em que esteve a perder por 2-1 e 2-0", e admite que, "em certos momentos do jogo, quando perde a bola, o FC Barcelona possibilita que o adversário possa sair em contragolpe".

 

"Foi isso que aconteceu nesses dois jogos, com o Spartak, para a Liga dos Campeões, e com o Sevilha, para a Liga espanhola. Só que eles têm jogadores com uma qualidade individual tal que lhes permite fazer golo em qualquer momento do jogo", explicou Jorge Jesus.

 

A finalizar, Jesus negou que tivesse trocado qualquer mensagem com José Mourinho a propósito deste jogo entre o Benfica e o FC Barcelona, mas afirmou a sua "forte amizade com Mourinho" e lembrou aos jornalistas presentes que o pai do treinador do Real Madrid, Mourinho Félix, "fez parte da equipa técnica" que ele próprio dirigiu no Vitória de Setúbal.  


 

NOLITO PREVÊ JOGO “ESPECTACULAR”

 

O extremo benfiquista Nolito, que vai defrontar o seu anterior clube, prevê "um jogo espectacular" e garante que o objectivo do Benfica "é ganhar e somar os três pontos", apesar de o adversário ser uma "grande equipa".

 

"Vamos ter de sofrer muito, mas acredito que podemos ganhar. Para eles nos vencerem vão ter que correr muito e estar a seu nível mais alto", disse Nolito, para quem Jorge Jesus "sabe o que fazer para ganhar ao FC Barcelona".

 

Nolito teceu ainda elogios ao treinador Tito Vilanova, com quem se cruzou em Camp Nou, dizendo ter dele "uma excelente impressão", e respondeu não saber se o clássico do próximo fim-de-semana com o Real Madrid irá condicionar a postura dos jogadores catalães, visto que essa questão era "um problema do FC Barcelona e não do Benfica".

benfica barcelona jorge jesus liga dos campeões estádio da luz
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)