Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

João Tomás mata aspirações algarvias

Dois golos de João Tomás lançaram o Rio Ave para a quarta eliminatória da Taça de Portugal, frente a um Portimonense (II Liga) que ainda esboçou alguma resistência mas que jogou a última meia hora com menos um futebolista e acabou a partida com apenas nove jogadores.
22 de Outubro de 2012 às 01:00
João Tomás (à dir.) marcou dois golos
João Tomás (à dir.) marcou dois golos FOTO: Amândia Queirós

A equipa de Vila do Conde adiantou-se no marcador logo aos 7 minutos, por intermédio de João Tomás, que concluiu de cabeça um cruzamento de Ukra do lado direito.

Um golo que permitiu aos locais controlarem o jogo, apesar do susto a que foram submetidos quando o algarvio Horácio surgiu isolado na cara de Éderson.

Melhor esteve Ruben, quando aos 66' deu o melhor seguimento a cruzamento de Mendes. Com a igualdade no marcador, o Portimonense recuou e procurou gerir o resultado na perspectiva de levar o desempate para o prolongamento. Só que a expulsão de Erick, com duplo cartão amarelo, complicou as contas dos algarvios, que depois sofreram um penálti que o vila-condense João Tomás não perdoou, mantendo o Rio Ave na Taça.

rio ave taça de portugal portimonense joão tomás
Ver comentários