Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Jorge Goes avança com queixa-crime

Os dirigentes do V. Setúbal Américo Rosa, Júlio Adrião e João Martins, acusados de denúncia caluniosa pelo ex-presidente do clube Jorge Goes, afirmaram ontem, em comunicado, que a eventual queixa-crime de que poderão ser alvo é "bem-vinda" porque poderá ajudar a esclarecer os factos.
19 de Março de 2010 às 00:30
Jorge Goes, ex-líder dos sadinos
Jorge Goes, ex-líder dos sadinos FOTO: a-gosto.com

Em causa está a venda do terreno do Pavilhão Antoine Velge e logradouro (Lote 9) por 100 000 euros à imobiliária Sadisetúbal e a posterior venda à Sociedade Lusa de Negócios de 60 por cento das acções daquela imobiliária, que antes era detida a 100 por cento pela Sociedade Geral de Participações Sociais do V. Setúbal. Adrião, Rosa e Martins defendem que a alienação do pavilhão – realizada durante o mandato de Goes – só terá sido possível devido à alegada deturpação da transcrição de um excerto da acta 38 para a acta número 39 e frisam que nunca foi dada qualquer autorização para a alienação daquele património do clube.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)