Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Jorge Jesus admite ficar com Cardozo

Treinador diz estar preparado para eventuais saídas até ao fecho do mercado, no dia 2 de setembro.
17 de Agosto de 2013 às 01:00
Jorge Jesus, ontem, no complexo do Seixal
Jorge Jesus, ontem, no complexo do Seixal FOTO: Pedro Simões

Jorge Jesus admitiu ontem manter Óscar Cardozo no plantel, mas também não fechou a porta à saída do paraguaio até ao fecho do mercado (2 de setembro), assim como de outros jogadores do Benfica.

"Não vou contar com Cardozo na Madeira", disse, no Seixal, na antevisão do jogo de amanhã com o Marítimo.

O treinador do Benfica frisou que o avançado paraguaio continua a realizar testes físicos, depois de uma ausência de mais de dois meses, devido ao incidente na final da Taça de Portugal com o V. Guimarães (1-2).

Jesus observou, contudo, que qualquer futebolista dos encarnados pode sair ainda no defeso, até porque, vincou, está num clube "vendedor". "Cardozo e, se calhar, outros jogadores, que não adivinho, podem sair, mas estou preparado para todas essas situações", assegurou.

Depois, reconheceu que "há uma ansiedade muito grande" com a primeira partida oficial da época 2013/14: "Queremos muito que chegue o primeiro jogo para entrarmos com o pé direito."

Garantiu, também, que a contestação que vem do final da época passada e se arrastou no defeso (depois das derrotas com São Paulo, 0-2, e Nápoles, 1-2) não lhe traz mais pressão. "É a mesma desde que cheguei ao Benfica. É importante ganhar todos os jogos, se for possível, mas nós, treinadores, fazemos experiências. Se quisesse uma pré-época mais fácil tínhamos escolhido outros adversários", destacou.

Confrontado com os factos de ter perdido três competições (campeonato, Liga Europa e Taça de Portugal) nos últimos dois meses da temporada passada e de ter visto lenços brancos e assobios após o desaire frente ao São Paulo na Eusébio Cup, Jesus optou por deixar uma "mensagem" aos adeptos.

"O que digo é o que sinto. Acreditamos na qualidade dos jogadores do Benfica. Aos adeptos do clube posso dizer-lhes para terem confiança", destacou. Apesar de não poder contar, para já, com Óscar Cardozo, o treinador das águias vincou que os jogos particulares provaram que a equipa é ofensiva: "Fizemos 21 golos, um número normal nas nossas pré-temporadas."

LEIA MAIS NA EDIÇÃO IMPRESSA DO CORREIO DA MANHÃ

Benfica Óscar Cardozo Jorge Jesus
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)