Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Jorge Jesus: "O Benfica valorizou-me"

Técnico quer fazer história ao juntar a Taça de Portugal à Liga e Taça da Liga. Derrota em Turim já é passado.
18 de Maio de 2014 às 08:58
Jesus conversou com os jogadores no relvado do Jamor
Jesus conversou com os jogadores no relvado do Jamor FOTO: Fernando Ferreira

"Futuro? No final da época temos sempre esse problema pelo lado positivo ou negativo. O que importa é que tenho mais um ano de contrato. Estou feliz aqui. O Benfica valorizou-me. Têm sido cinco anos fantásticos", disse ontem Jorge Jesus, na antevisão da final da Taça de Portugal no Jamor (17h15, RTP 1).

O treinador das águias garante que a derrota a meio da semana com o Sevilha (2-4 nas grandes penalidades, após 0-0) para a Liga Europa "não afetou nada". "Vai ser a nossa quarta final e a última da época. Já conquistámos o campeonato, que era o grande objetivo. O facto de o resultado frente ao Sevilha não ter sido positivo não vai afetar a nossa capacidade mental e a nossa determinação", garantiu.

Conseguir alcançar o feito inédito de conquistar os três troféus esta temporada é algo que Jesus não esquece. "Queremos fazer história. Algo que nenhum clube em Portugal ainda conseguiu fazer", frisou.

A condição física da equipa, que disputou 120 minutos em Turim, não parece preocupar o técnico encarnado, até porque vão entrar três jogadores que não alinharam em Itália: Enzo Pérez, Markovic e Eduardo Salvio. "Todos vão estar na máxima forma. Não nos puderam ajudar em Turim e agora não vão só reforçar a equipa em termos de intensidade, mas também em termos de opções. Sou um treinador com muito mais opções", destacou. No que à final do Estádio Nacional diz respeito, Jorge Jesus recusa favoritismo, embora reconheça que levantar o troféu é um dos grandes objetivos da temporada: "Tirando o campeonato, é a Taça de Portugal [título que escapa aos encarnados há 10 anos] que todos os adeptos do Benfica querem conquistar. Não há favoritos. O que há é um querer sair desta taça vencedores, queremos ganhar o terceiro título nacional do ano, mas temos de justificar isso em pleno no campo. Os jogadores estão habituados a estes cenários."

Por fim, retirou alguma pressão aos jogadores encarnados: "Os campeões, como nós, nem sempre ganham tudo."

futebol benfica jesus
Ver comentários