Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Jorge Jesus tem banco de luxo

O Benfica conquistou ontem em Guimarães o terceiro troféu da temporada, ao bater o Vitória por 2-0 num jogo em que a segunda linha do ataque encarnado teve 45’ para mostrar a Jorge Jesus que pode contar com reservistas motivados, bem preparados e alinhados com o espírito e o padrão de jogo que tem vindo a ser trabalhado para a nova época. Um banco de luxo!

3 de Agosto de 2009 às 00:30
O extremo Fábio Coentrão, que ontem rendeu Di María na equipa titular, foi um dos destaques dos encarnados em Guimarães
O extremo Fábio Coentrão, que ontem rendeu Di María na equipa titular, foi um dos destaques dos encarnados em Guimarães FOTO: Hugo Delgado, Lusa

Em contra-ataque rápido promete ser uma equipa espectacular e muito eficaz, desafiando os adversários a definirem um antídoto para a pressão alta e rápido desdobramento ofensivo que já são imagens de marca desta equipa, independentemente dos jogadores escolhidos.

O primeiro tempo foi de grande intensidade, a ‘cheirar’ a Liga, o Vitória motivado pela possibilidade de derrotar o Benfica, os jogadores de Jesus acicatados pela rara, talvez derradeira, oportunidade de demonstrarem categoria para fazer parte desta equipa.

O Benfica conseguiu exercer ao longo de todo o jogo uma pressão muito alta e focada na recuperação da bola, com um sentido muito prático de desmultiplicação, a confirmar plena absorção dos princípios de jogo também pelos jogadores menos utilizados.

E foi assim que surgiu o primeiro golo (39’,) a premiar toda essa segunda linha: recuperação na intermediária ofensiva de Coentrão, passe desmultiplicado por Nuno Gomes, infiltração e assistência precisa de Urreta com finalização oportuna de Weldon.

No intervalo, de forma algo surpreendente, Jesus substitui praticamente todo o bloco ofensivo pelos titulares e foi de mais para o Vitória. A velocidade ainda aumentou, as jogadas de contra-ataque nos últimos 50 metros geraram desequilíbrios e oportunidades de finalização, curiosamente aos jogadores de meio-campo.

Carlos Martins esteve perto do golo, num lance em que o defesa do Vitória usou ambas as mãos para desviar a bola, suscitando o maior dos muitos erros do árbitro (59’). Cinco minutos depois, em jogada idêntica, com lançamento espectacular de Aimar e assistência de Saviola, foi Rúben Amorim quem concluiu, fácil, o 2-0.

BENFICA: COENTRÃO TEMPEROU NOITE À ÁGUIA

Fábio Coentrão – O mais irrequieto e intencional do Benfica na 1.ª parte. Duas boas assistências para Weldon desperdiçar, também ele falhou um golo certo, isolado perante Nilson. Bem.

Moreira – Seguro nas saídas e expedito com os pés. Eficaz.

Patric –Um erro perante Douglas e algumas limitações a defender.

Luisão – Só Rui Miguel lhe ganhou espaço uma vez. Seguro.

David Luiz – Não perdeu um lance. Ao centro ou na esquerda, é indiscutível. Terminou a capitão.

Shaffer – Sóbrio a defender e pouco afoito no ataque. Cumpriu.

Yebda – Razoável cobertura defensiva. Algo conflituoso e faltoso.

Carlos Martins – Soltou-se mais com a entrada de Aimar.

Urreta – Cruzamento de morte para Weldon marcar.

Weldon – Três jogos e dois golos. Marcou à terceira, ao encostar bem a centro de Urreta. Antes, já tinha disposto de duas ocasiões.

Nuno Gomes – Foi o arquitecto perfeito na jogada do primeiro golo benfiquista, ao isolar Urreta.

Ruben Amorim – Oportuno no golo e cumpridor tacticamente.

Saviola – Bela assistência para Amorim.

Aimar – Visão raio-X no golo de Amorim a servir Saviola.

Di María– Mais apagado do que o normal.

Cardozo –Rara noite em branco.

Miguel Vítor – Para a festa.

Javi García– Eficaz a cobrir.

Sidnei – Problemas com Targino.

VITÓRIA DE GUIMARÃES: NILSON EVITOU MAIOR DESNÍVEL

Nilson – Sofreu dois golos e evitou mais dois, com grandes defesas a remates de Fábio Coentrão e Cardozo. Nos golos, estava desprotegido e sem quaisquer culpas.

Alex – Problemas perante Coentrão. O segundo golo do Benfica nasce do seu flanco.

Sereno – Descompensado nos golos do Benfica.

Moreno – Dois cortes cirúrgicos face a Weldon e Saviola e sem reacção nos golos.

Milhazes – Foi levado pelo passe de Nuno Gomes para Urreta no golo e teve outro erro que deixou o uruguaio em boa situação.

Flávio Meireles – Mais em força do que em jeito. Era preciso mais.

Custódio – Correu muito, jogou pouco. Igual a si mesmo, sem rasgo.

Desmarets – Fraquinho. Complicou bastante e não deu profundidade ao jogo.

Nuno Assis – Dos melhores a pensar e executar, mas curto.

Douglas – Mobilidade a mais e resultados a menos.

Rui Miguel – Um bom remate em noite apagada e sem espaço.

Targino – Um bom centro para Roberto. Animou o jogo na esquerda, com rapidez e objectividade.

Roberto – Um remate em moinho.

Jorge Gonçalves – Ao contrário do que fez com os leões, não resolveu.

João Alves – Entrada tardia. Mas levou algumas ideias ao jogo. n N.M.S.

TRIO BENFIQUISTA À LUPA

SHAFFER

MINUTOS

14’ Grande arrancada pela esquerda concluída com um cruzamento perigoso para a área.

43’ Remate forte a mais de 20 metros. Bate em Moreno.

84’ Corta em carrinho jogada de perigo de J. Gonçalves.

ESTATÍSTICA

Passes certos: 24

Passes errados: 5

Recuperações: 2

Faltas sofridas: 1

Faltas cometidas: 1

Remates: 1

Assistências: 0 

Golos: 0

Passes para Weldon: 4

Passes para Fábio Coentrão: 3

FÁBIO COENTRÃO

MINUTOS

10’ Sofre entrada dura de Meireles.

18’ Isola-se pela esquerda mas permite que Nilson evite o golo.

45’ É substituído ao intervalo para dar lugar a Di María.

ESTATÍSTICA

Passes certos: 15

Passes errados: 6

Recuperações: 6

Faltas sofridas: 4

Faltas cometidas: 2

Remates: 1

Assistências: 0 

Golos: 0

Passes para Shaffer: 4

Passes para Weldon: 6

WELDON

MINUTOS

4’ Remate de pé esquerdo para golo com Moreno a interceptar para canto.

39’ Faz o 1-0 de pé esquerdo após assistência de Urreta.

46’ É substituído por Saviola ao intervalo. Dois golos em três jogos é o registo.

ESTATÍSTICA

Passes certos: 8

Passes errados: 5

Recuperações: 0

Faltas sofridas: 2

Faltas cometidas: 1

Remates: 3

Assistências: 0 

Golos: 1

Passes para Shaffer: 1

Passes para Fábio Coentrão: 4

MAXI PREOCUPA TÉCNICO

Jorge Jesus está preocupado com a lesão de Maxi e ainda não vê no plantel e em Patric uma solução para colmatar a baixa do lateral uruguaio – entorse no joelho direito. "O jogo de hoje provou que não temos ainda solução para o problema de Maxi Pereira, que é um jogador muito importante na equipa, disse Jesus, deixando assim perceber que não ficou satisfeito com o rendimento de Patric na noite de Guimarães.

Sobre o jogo e triunfo sobre os vimaranenses, por 2-0, Jesus extraiu conclusões positivas. "A equipa teve um comportamento muito bom. Sabemos o que queremos e para onde vamos. Estamos a progredir", realçou Jesus, pedindo aos adeptos para continuarem a acreditar na equipa. "Temos qualidade para lhes dar alegrias", concluiu o treinador das águias.

APONTAMENTOS

DUAS FOLGAS

O plantel do Benfica vai gozar duas folgas (hoje e amanhã) depois da vitória no Torneio de Guimarães. O próximo jogo é dia 8 frente ao AC Milan, para a Eusébio Cup.

MAKUKULA

Ariza Makukula pode estar de regresso ao futebol espanhol. O Valladolid é tido como o destino mais provável para o internacional luso-congolês, que não entra nas contas de Jesus.

QUIM DE FORA

Quim foi o guarda-redes preterido por Jorge Jesus para a partida de ontem com o V. Guimarães. Depois de ter sido titular na véspera, o camisola 12 ficou na bancada.

MELHOR DO TORNEIO

Óscar Cardozo foi eleito o melhor jogador do Torneio Cidade de Guimarães. Apesar de ontem ter ficado em branco, o avançado paraguaio apontou dois golos na vitória (4-0) sobre o Portsmouth.

ARTROSCOPIA

Maxi Pereira vai ser submetido a uma artroscopia ao joelho direito e deve falhar o arranque da Liga, agendado para 15 de Agosto. O lateral uruguaio contraiu uma lesão meniscal e será hoje operado.

NO RACING SANTANDER

Läszlo Sepsi, lateral-esquerdo romeno que pertence aos quadros do Benfica, foi ontem apresentado no Santander, por empréstimo das águias. "Estou no sítio certo", disse.

FICHA DO JOGO 

Torneio de Guimarães 02/08/09

Estádio D. Afonso Henriques Assistência 15 000

Golos: 0-1 Weldon (39’); 0-2 Rúben Amorim (65’)

VITÓRIA DE GUIMARÃES: Nilson, Alex, Sereno, Moreno, Milhazes, Flávio Meireles (João Alves, 70’), Custódio (Targino, 80’), Desmarets (J. Gonçalves, 58’), Rui Miguel (Roberto, 58’), Nuno Assis e Douglas. Treinador: Nelo Vingada.

BENFICA: Moreira, Patric (R. Amorim, 46’), Luisão (Sidnei, 71’), David Luiz, Shaffer, Yebda (Javi García, 66’), Urreta (Di María, 46’), Fábio Coentrão (Aimar, 46’), Carlos Martins (Miguel Vítor, 62’), Nuno Gomes (Cardozo, 46’) e Weldon (Saviola, 46’). Treinador: Jorge Jesus.

Árbitro: Jorge Sousa (Porto)

Disciplina: Cartões amarelos - Milhazes (29’), Luisão (29’), Carlos Martins (59’), Nuno Assis (62’), Sidnei (83’)

Classificação do jogo: 7

CÉSAR PEIXOTO ESPERADO HOJE

César Peixoto é esperado hoje em Lisboa para rubricar um contrato válido com os encarnados para as próximas três temporadas. Ao que o CM apurou, apenas pequenos detalhes estão a impedir a oficialização do acordo, situação que deverá ficar concluída com a presença de Luís Filipe Vieira e Rui Costa no Minho, onde os encarnados disputam o Troféu Cidade de Guimarães.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)