Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

José Mourinho admite continuar até 2010

José Mourinho admitiu ontem continuar a treinar o Chelsea até final do seu contrato, que termina em 2010, caso o clube “respeite realmente” o seu trabalho.
19 de Janeiro de 2007 às 00:00
“Se o apoio for mesmo real e se houver respeito pelo meu trabalho no clube, então ficarei muito feliz por cumprir o contrato até ao fim. Tenho muito amor pelo Chelsea, como já afirmei em outras ocasiões”, disse Mourinho. Contudo, o técnico disse ser “fundamental” perceber o que o clube quer dele e de que forma apoia as suas decisões.
Peter Kenyon, director-executivo do Chelsea, já tinha garantido, antes das declarações de José Mourinho, que o técnico “tem todo o apoio da direcção do clube” , garantindo serem infundadas as notícias sobre a possibilidade de o português sair antes do final do contrato. “O Chelsea não está em crise. Conheço vários clubes que gostariam de estar a seis pontos da liderança do campeonato, para além de estarem em quatro competições”, disse o dirigente dos ‘blues’.
Entretanto, Alex Ferguson, técnico do Manchester United, comparou a situação actual de Mourinho no Chelsea com a que ele mesmo viveu quando equacionou a hipótese de se retirar.
Ferguson fez também uma pequena inconfidência, ao dar conta de uma conversa mantida com Mourinho, num jantar acorrido em Novembro, na qual o treinador português terá dito a Ferguson que a contratação de Shevchenko foi o catalisador das actuais especulações”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)