Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

José Mourinho refuta acusações racistas

José Mourinho, treinador do Chelsea, está aborrecido com as acusações de racismo por parte do Barcelona. Vários jogadores dos ‘blaugrana’, assim como a respectiva equipa técnica, revelaram no final do jogo de terça-feira que Eto’o tinha sido alvo de “bocas racistas” por parte de um funcionário do clube londrino, facto que desagradou o treinador português.
10 de Março de 2005 às 00:00
“Ele está extremamente infeliz sobre as acusações de racismo, pois é algo que leva muito a sério. Ele quer voltar a falar de futebol e está ansioso pelo próximo jogo, até porque não acredita em tais acusações”, revelou o director de comunicação do Chelsea, Simon Greenberg, defendendo depois o clube: “Refutamos essas declarações, o Chelsea tem um brilhante registo de ajudar nas lutas anti-racismo e condena toda e qualquer forma de racismo”.
Quanto à partida propriamente dita, a Imprensa catalã voltou a criticar Mourinho, referindo que o técnico luso “voltou a mostrar arrogância e prepotência, tendo mesmo passado à frente de Rijkaard na hora de falar aos jornalistas, e entrando em confronto com alguns profissionais da Comunicação Social que viajaram de Barcelona”.
ADMITE FALTA?
O jornal catalão ‘El Mundo Deportivo’ revelou ontem que o português Ricardo Carvalho lhes admitiu que terá perturbado o guarda-redes Valdés no lance, coisa que pertence ao árbitro”, terá referido o internacional português.
DROGBA DEFENDE
Didier Drogba, avançado do Chelsea que ficou de fora do confronto com o Barcelona, veio ontem a terreiro defender o técnico José Mourinho. “A Imprensa é muito dura com ele. O nosso treinador não tem nada a provar”, disse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)