Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Lazaroni queria duas mãos

“Infelizmente não é uma eliminatória a duas mãos. Repito que acho importante haver igualdade de direito e em duas mãos há mais justiça no critério técnico e dentro do valor desta competição que é um dos caminhos para chegar à Taça UEFA”, foi desta forma que o treinador do Marítimo, Sabastião Lazaroni, abordou o jogo de hoje (20h45) com o Sporting em Alvalade, aproveitando para criticar os actuais moldes da Taça de Portugal (jogo a eliminar).
9 de Fevereiro de 2008 às 00:30
Em relação ao adversário de hoje, Sebastião Lazaroni considera que “é uma equipa técnica, rápida e com jogadores de grande qualidade”.
No entanto, os madeirense prepararam o jogo com todo o cuidado, com o treinador a alertar para as bolas paradas: “Temos de ter atenção aos detalhes, pois podem vir a fazer a diferença no resultado final.”
A receita para vencer em Alvalade passa, segundo Lazaroni, por jogar com “concentração máxima e superação total”.
Para o jogo de hoje, os madeirenses não podem contar com Kanu. O jogador recupera de um traumatismo no joelho esquerdo. Também Bruno Fogaça é baixa por lesão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)