Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Leandro afinal... é George

O FC Porto descobriu, "após" várias "diligências", que o seu atleta Leandro Lima, afinal, não "trocou" apenas a idade que tinha quando assinou o contrato com o clube: trocou também o próprio nome.
21 de Maio de 2008 às 00:30
Leandro já foi punido com seis meses de suspensão pela CD da Liga
Leandro já foi punido com seis meses de suspensão pela CD da Liga FOTO: Manuel Araújo / Record

O prometedor jovem brasileiro – nasceu no dia 9 de Novembro de 1985 e não em 19 de Dezembro de 1987, como constava dos documentos que apresentou – que o FC Porto utilizou na época finda em 16 jogos (provas oficiais) não se chama, afinal, Leandro Lima, mas George Lima, situação que, sabe o CM, provocou um pequeno terramoto burocrático no clube (alterações ao contrato, novos ficheiros, etc.) e ,sobretudo, na Liga e na Federação.

O nome do jogador é, agora, George Leandro de Abreu Lima. O pior é que, de acordo com algumas fontes contactadas pelo CM, no Brasil, um Luís Leandro e um George Leandro podem ser duas pessoas diferentes, por exemplo dois primos. Um com jeito para jogar à bola, outro não.

Com a descoberta, o FC Porto requereu à Liga "o averbamento de um aditamento ao contrato de trabalho celebrado com o atleta Leandro Lima […] o qual se veio a apurar se chama efectivamente George, etc.", dado que, por "um aditamento rectificativo (sic), no contrato de trabalho desportivo, se corrigiu a sua identificação".

Mas a inscrição e licenciamento de um atleta só se tornam definitivos com a decisão final dos órgãos competentes da Federação. Na Liga o que havia era o registo provisório do jogador.

Mas as coisas foram ultrapassadas: um despacho da directora-executiva da Liga, Andreia Couto, deferiu provisoriamente o requerimento do FC Porto, alterando assim o registo provisório do jogador brasileiro, entretanto já transformado em registo definitivo, na Federação.

EDGAR E LINO QUEREM FICAR

Edgar e Lino querem continuar no Dragão. O avançado e o lateral chegaram no início da última época ao FC Porto, mas nunca foram opções regulares do técnico Jesualdo Ferreira. Edgar foi mesmo cedido à Académica mas quer uma oportunidade para convencer o técnico portista: "Acordámos em renovar por mais um ano, por isso espero fazer a pré-época."

Já Lino pede mais hipóteses no onze : "Só assim conseguimos mostrar o nosso trabalho. Felizmente, essas oportunidades apareceram no final da época."

'APITO' SEM ANÁLISE DA UEFA

Michel Platini disse ontem que a hipótese do FC Porto ficar de fora das competições europeias não foi discutida na reunião do Comité Executivo da UEFA. "Se esse problema existir, deverá ser analisado primeiro pela Comissão de Controlo e Disciplina e só depois o Comité Executivo se pronuncia", afirmou o presidente da UEFA, após o encontro, que se realizou ontem em Moscovo. Devido ao castigo de que foi alvo no ‘Apito Final’, o FC Porto corre o risco de não participar, em 2008/09, nas provas europeias.

APONTAMENTOS

12 JOGOS OFICIAIS

Leandro Lima, com este nome, registado pela Liga e licenciado pela FPF, fez 12 jogos durante a época 2007/08 pela equipa principal do FC Porto. E ainda esteve mais quatro jogos no banco, o que tem as mesmas consequências regulamentares.

CLUBE SEM PENA?

Apesar da utilização irregular de Leandro – o jogador já foi punido com uma suspensão de seis meses pela Comissão Disciplinar da Liga – o FC Porto passa impune pela situação.

JOGOU NA CHAMPIONS

Irregularmente inscrito, Leandro Lima fez oito jogos para a I Liga, um para a Supertaça, um para a Taça da Liga, um para a Taça de Portugal e dois para a Champions.

PROVISÓRIO/DEFINITIVO

Sete meses depois, a Liga reformou, a pedido do FC Porto, uma inscrição provisória que, entretanto, já era definitiva na FPF.

  

Ver comentários