Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Leão de fogo aqueceu Varsóvia

Um Sporting cheio de alma e raça (à Sá Pinto) empatou ontem a dois golos na casa do Legia de Varsóvia, o que abre excelentes perspectivas para a segunda mão dos 16-avos-de-final da Liga Europa (dia 23 de Fevereiro, em Alvalade).
17 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Liga Europa, Sporting, Legia, Vitória
Liga Europa, Sporting, Legia, Vitória

Um resultado conseguido num ambiente hostil, num péssimo relvado e com um árbitro extremamente caseiro, que prejudicou os leões. Mas não houve adversidade que derrubasse a equipa portuguesa, capaz de anular por duas vezes as vantagens dos polacos.

Viu-se um Sporting pleno de vontade, a fazer de algumas fraquezas as forças. A cada golpe que levou, os jogadores reergueram-se e continuaram a lutar e a mostrar fibra.

A atitude corajosa rendeu merecidos frutos por duas vezes, numa segunda parte empolgante do Sporting, que se libertou de constrangimentos e deu sempre boa réplica aos polacos.

O defesa Wawrzyniak, na sequência de um lance de bola parada, deu vantagem ao Legia na primeira parte, fase em que o guarda-redes Rui Patrício ainda evitou mais um golo. Nesse período, a equipa de Alvalade tentou sobretudo suster o ímpeto dos adversários e mostrou alguns problemas nas transições.

No segundo tempo, veio ao de cima o enorme espírito de superação dos verdes-e-brancos, que beneficiaram bastante com as entradas de Carriço (um golo), Pereirinha e mais tarde de André Santos (marcou um golaço, de trivela).

Foi uma partida em que os futebolistas do Sporting tiveram de ir até aos limites para provarem ao sucessor de Domingos Paciência que há razões para sorrir no futuro.

 


POSITIVO

A raça do leão - Duas grandes defesas de Patrício, golos bonitos de Carriço e Santos, Rinaudo importante a defender, e um Sporting de corpo inteiro a transcender-se na genica.

NEGATIVO

Izmailov - O russo ainda não tem o ritmo que se exigia num jogo com a intensidade do de ontem e não conseguiu impor a sua técnica. Esforçado, mas é capaz de mais.

ÁRBITRO

Prejuízo ao Sporting - Deixou passar livre perigoso a favor do Sporting, por mão de um defesa polaco. No 2.º golo do Legia, não assinalou um fora de jogo a Wolski. Péssimo.


 


VALERAM OS SANTOS PATRÍCIO E ANDRÉ

Rui Patrício – Mostrou que o erro da Madeira não o afectou, com duas defesas milagrosas. Primeiro com a perna, aos 24’, impedindo o golo de Zyro, e depois aos 48’, fechando o ângulo a Ljuboja, com uma saída destemida.

João Pereira – Muito concentrado a defender, atacou pela certa e fez o passe para André Santos no lance do 2-2. Bom jogo.

Onyewu – Compensou uma ou outra atrapalhação com dois desarmes determinantes na área leonina (25’ e 44’). Eficaz.

Polga – No lance do primeiro golo do Legia perdeu no jogo aéreo, e, aos 48’, deixou fugir Ljuboja, que quase marcou. Dois dos muitos erros que cometeu numa partida para esquecer.

Insúa – Uma falha comprometedora, aos 24’, num desentendimento com Polga. Melhor na segunda parte, esteve muito perto do golo, mas o remate saiu ligeiramente ao lado (90+3’).

Rinaudo – Incansável a destruir, foi menos influente do que é hábito no processo ofensivo.

Matías – Foi dos poucos leões a pôr a bola no chão e a tentar jogar verticalmente. Marcou o livre para o golo de Carriço.

Schaars – Jogo de sacrifício do holandês, que não conseguiu ser o maestro do costume. Saiu ao intervalo.

Carrillo – Falhou passes fáceis mas também foi importante na criação de desequilíbrios, como aconteceu aos 41’, numa arrancada pela direita.

Izmailov – Apagado e sem ritmo, foi presa fácil para os polacos.

Wolfswinkel – Correu muito, lutou mais, mas, sozinho entre os centrais, praticamente não tocou na bola.

Carriço – Fundamental pelo golo que marcou e pelo músculo que trouxe ao meio-campo.

Pereirinha – Importante a segurar a bola pela direita. Bom remate de fora da área (66’).

André Santos – Um golo sublime e decisivo, num belo remate de trivela.

 


Liga Europa Sporting Legia Vitória
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)