Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Leãozinho desperdiça goleada

Apesar do muito desperdício, dois golos chegaram para o Sporting vencer ontem à noite o V. Setúbal por 2-1 e manter vivo o sonho de chegar a um lugar europeu. O jogo foi de domínio quase total da equipa leonina, com futebol alegre, vistoso a espaços e do mais ofensivo que se viu esta temporada em Alvalade.
17 de Março de 2013 às 01:00
sporting, leão, vitória, futebol, v. setúbal
sporting, leão, vitória, futebol, v. setúbal FOTO: Miguel Barreira

Os dois golos da equipa orientada por Jesualdo Ferreira, no espaço de 21 minutos, marcados por Amoreirinha na própria baliza, a meias com Wolfswinkel, e Labyad, de grande penalidade, foram resultado de uma entrada muito forte, mas também de uma enorme apatia dos sadinos, literalmente a ver jogar um adversário cheio de ganas e que numa comparação, pareceu ir de mota, enquanto a equipa de Setúbal ia num triciclo sem motor.

O golo de Makukula a centro de Pedro Santos ainda foi como uma espécie de efeito vitamínico para um Vitória em estado anémico até então.

Mas antes como depois, houve muito mais Sporting no jogo, com muitos lances bem construídos, mas mal finalizados - alguns devido ao chamado excesso de pontaria - Capel, Labyad e Ricky van Wolfswinkel (este na segunda parte) acertaram nos postes da baliza do V. Setúbal.

O avançado holandês, aliás, teve mais um par de ocasiões para faturar, que desperdiçou. Às vezes parece mesmo ter um pacto com o diabo perante a baliza.

O Vitória de Setúbal cresceu um pouco no jogo no segundo tempo - Jorginho também acertou no poste e Cristiano (um regresso a Alvalade) falhou isolado. O Sporting, no entanto, teve sempre a voz mais audível no jogo e acabou, justamente, a cantar a vitória.

sporting leão vitória futebol v. setúbal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)