Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Lenços brancos e apupos após goleada do Nacional

O Nacional da Madeira goleou com toda a naturalidade o Boavista (4-0), subindo à quinta posição da tabela classificativa, com 12 pontos, e ultrapassando o Benfica que tem menos dois jogos realizados. Um regresso vitorioso de Carlos Brito ao Bessa, que mais uma vez assistiu a uma pobre exibição dos pupilos de Zeljko Petrovic, que viu lenços brancos.
22 de Outubro de 2006 às 00:00
O Nacional repetiu a vitória da época passada, ao garantir logo nos minutos iniciais uma vantagem preciosa. O cronómetro assinalava o segundo minuto quando Rodrigo Silva colocou a equipa da Madeira à frente no marcador, ao concluir com um pontapé de bicicleta quando foi servido à entrada da pequena área.
Um golo que abanou por completo a equipa da casa, tanto mais que ainda na última jornada havia consentido uma derrota no seu ambiente diante da Naval 1.º de Maio.
Para piorar ainda mais as coisas, o Nacional dilatava a vantagem no marcador pouco depois. Com uma defesa ‘axadrezada’ muito permeável, José Vítor cabeceou à vontade, à altura da cintura, quando no coração da área recebeu uma abertura do seu companheiro Rodrigo Silva.
Era o descalabro no seio do Boavista, agravado logo de seguida pela perdida de Linz, que falhou uma grande penalidade.
Como se não bastasse esta sequência de desaires, o Boavista viu repetido o filme da jornada anterior. No início da segunda parte os ‘axadrezados’ ficaram reduzidos a dez unidades pela expulsão de Mário Silva, o que ainda mais veio a agravar o desempenho de uma equipa totalmente desorientada.
O terceiro golo do Nacional não se fez esperar e Patacas aumentou a vantagem no marcador ainda nos primeiros minutos da segunda parte. Sem qualquer capacidade de reacção e com um futebol muito pobre, só faltava mesmo um autogolo por Cissé para tornar mais humilhante a derrota boavisteira. Os lenços brancos e insultos a João Loureiro sublinharam o desagrado dos adeptos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)