Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Leões cinco pontos à frente das águias

Mathieu e Bruno Fernandes fizeram dois bons golos de fora da área frente ao Tondela.
Mário Figueiredo 17 de Setembro de 2017 às 01:30
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Sporting-Tondela
Cristiano Ronaldo no estádio de Alvalade
Duas bombas de Mathieu (12’) e Bruno Fernandes (72’) permitiram ontem ao Sporting derrotar o Tondela, por 2-0, mantendo o registo histórico de Jesus de seis vitórias consecutivas na Liga no arranque da temporada. E aumentando a vantagem para cinco pontos para o Benfica.

O trauma das últimas épocas (dois empates com os tondelenses em Alvalade) estava presente e só mesmo uma bomba do defesa-central Mathieu, num livre direto, desbloqueou o caminho para a vitória.

Jorge Jesus refrescou a equipa depois da Champions. Fez regressar Coentrão, Iuri Medeiros e Alan Ruiz ao onze. O Tondela veio a Alvalade com o autocarro. Duas linhas de quatro elementos cerradíssimas fechavam os caminhos para a baliza de Cláudio Ramos.

Bas Dost ficava longe da baliza e não havia maneira de os leões transporem essa barreira. Nem o golo de Mathieu fez os tondelenses abrirem. O Sporting dominava mas tinha presente a aflição nos minutos finais frente ao Estoril, Feirense e Olympiacos.

Na etapa complementar, entrou Gelson Martins e os tondelenses abriram-se. Bruno Fernandes não precisou de muito e uma bomba de fora da área trouxe a tranquilidade aos leões. William Carvalho atirou à barra e ao poste e Bas Dost até falhou um golo fácil. Desde 1993/94 que os leões não ganhavam os seis primeiros jogos da Liga. 

ANÁLISE 
Mathieu e Bruno Fernandes
Dois jogadores em estreia na Liga que, pelos vistos, não precisam de adaptação ao futebol português. O central mostrou mais uma faceta. Além de certinho a defender, sem faltas, também é bom nos livres. Já o médio... marca que se farta.

Ricardo Costa
O defesa-central português, de 36 anos, joga duro, muito duro. Deu uma chapada a Alan Ruiz que passou em claro e envolveu-se em quezílias com todos os jogadores do ataque leonino. Tem de ter mais calma nos protestos e no confronto com os rivais.

Faltou um cartão vermelho
Manuel Mota não teve influência no resultado, mas permitiu um jogo duro por parte dos tondelenses. Ricardo Costa devia ter visto um cartão vermelho por dar uma chapada a Alan Ruiz na disputa da bola. O vídeo-árbitro devia ter interferido.

"Sporting com alma e coração"
"Em termos de criatividade ofensiva, o Sporting não foi a equipa disponível que normalmente é. Mas foi uma equipa com grande alma e coração. Estamos com seis vitórias consecutivas, é bom, pois estamos no início do campeonato", disse Jorge Jesus depois de ter visto a sua equipa vencer o Tondela (2-0) pela primeira vez no Estádio José Alvalade.

Com os olhos postos no futuro, o técnico aproveitou a conferência de imprensa e pediu mais apoio dos adeptos no estádio: "Temos de passar a fasquia dos 40 mil em todos os jogos e não só com os grandes, com o Barcelona e a Juventus. Queremos ter sempre aqui 50 mil adeptos do Sporting para nos darem cada vez mais força."
Ver comentários