Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

“Levei um pontapé ao intervalo”

"É um artista de encomenda. Levei um pontapé dele no intervalo do jogo." A acusação de Faustino Mestre, presidente do Fabril, é contra o árbitro Marco Paulo Pina, que dirigiu a equipa do Barreiro, no domingo, na derrota (1-3) com o Cova da Piedade, jogo a contar para a 21ª jornada da III Divisão (Série F).
17 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Fabril perdeu com o C. Piedade
Fabril perdeu com o C. Piedade FOTO: direitos reservados

O dirigente disse ao CM estar "revoltado" e garantiu que vai apresentar queixa contra o juiz de Lisboa. "Na primeira parte não marcou um fora-de-jogo escandaloso contra nós, que deu o golo do Cova da Piedade", disse Mestre, revelando que o principal instigador de toda a situação foi o auxiliar "que é agente da PSP" e que em causa estão questões de vizinhança: "Quem nomeia é o Juvenal Silvestre, presidente da Junta de Coina [Barreiro] e o Barreirense está a disputar um lugar connosco."

Contactado pelo CM, Juvenal Silvestre não quis "fazer comentários". Já o árbitro Marco Pina delegou em António Sérgio, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros, a sua posição: "Não agrediu o dirigente. Não é a primeira vez que esse senhor falta ao respeito aos árbitros."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)