Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Lewis Hamilton conquista sétima 'pole position' no Grande Prémio da Grã-Bretanha de F1

Piloto britânico conquistou este sábado a 91.ª 'pole position' da carreira.
Lusa 1 de Agosto de 2020 às 16:31
Lewis Hamilton
Lewis Hamilton FOTO: Reuters
O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) conquistou este sábado a 91.ª 'pole position' da carreira ao ser o mais rápido na qualificação para o Grande Prémio da Grã-Bretanha de Fórmula 1, quarta prova do mundial, que se disputa em Silverstone.

O piloto da Mercedes, que ainda fez um pião na segunda de três fases da sessão, bateu mesmo o recorde do circuito britânico, com o tempo de 1.24,303 minutos, deixando o segundo classificado, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) em segundo, a 313 milésimas de segundo, e o holandês Max Verstappen (Red Bull) em terceiro, já a 1,022 segundos.

Esta foi a principal nota dominante da jornada de hoje, a distância dos dois Mercedes face à concorrência.

Bottas ainda deu mostras de poder desafiar o companheiro de equipa e líder do Mundial, ao estabelecer o melhor tempo na Q2 (a segunda de três fases da qualificação), com um novo recorde do circuito britânico, onde Hamilton já venceu por seis vezes.

Enquanto Bottas fazia a melhor volta, Hamilton fazia um pião.

"Há uma grande diferença entre nós e o terceiro lugar, mas isso não interessa porque o Bottas fez um trabalho fantástico. Esta pista é incrível, com vento de frente, de traseira, ventos cruzados. A qualificação é uma questão de ir construindo confiança gradualmente e eu fiz um pião no terceiro setor. Mas já estava a sentir dificuldades no primeiro", explicou Lewis Hamilton, que conseguiu a sétima 'pole position' em Silverstone.

Acossado pelo companheiro de equipa, o piloto britânico deu tudo por tudo na Q3, estabelecendo, por duas vezes, um novo recorde ao circuito, que já lhe pertencia desde o ano passado (na altura, com o tempo de 1.27,369), a mais de um segundo.

Bottas parece mesmo ser o único em condições de discutir a vitória, mesmo depois de ter sido batido na qualificação. "Ele fez um bom trabalho e mereceu a 'pole'. O meu ritmo de corrida este fim de semana é bastante bom. As coisas estão em aberto", frisou.

Desenganado parece estar já Max Verstappen, o melhor dos "outros".

"Eles foram demasiado rápidos. Resta-nos fazer o melhor que pudermos e isso é a terceira posição. Não digo que vou lutar com eles, mas pelo menos temos uma hipótese", disse, queixando-se do vento. "Os carros são mais largos e maiores e, por isso, mais sensíveis ao vento", explicou.

Na quarta posição ficou o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), a 1,124 segundos.

O britânico Lando Norris (McLaren) e o canadiano Lance Stroll (Racing Point) ocupam a terceira linha da grelha.

O alemão Nico Hulkenberg (Racig Point), chamado de urgência para substituir o mexicano Sergio Pérez, que testou positivo à covid-19, foi apenas 13.º classificado.

O GP da Grã-Bretanha é a quarta prova da temporada. Lewis Hamilton chega como líder do Mundial de pilotos, com 63 pontos, mais cinco do que Valtteri Bottas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)