Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Livre de perigo

O ciclista português Joaquim Andrade (Fercase/Rota dos Móveis) está livre de perigo mas continua hospitalizado em São José, Lisboa.
21 de Agosto de 2007 às 00:00
Livre de perigo
Livre de perigo
Joaquim Andrade, um dos veteranos do pelotão nacional, foi atingido, já próximo da meta, por uma estrutura metálica (devido ao vento forte que se fazia sentir), quando participava numa prova de perseguição, no circuito da Malveira, no passado domingo.
Andrade, que concluiu na quarta-feira (15 de Agosto) a sua 19.ª Volta a Portugal, foi rapidamente transportado para o hospital em estado crítico.
De acordo com o seu pai Joaquim Andrade, ex-ciclista e vencedor da Volta a Portugal em 1969, o estado de saúde do seu filho não está totalmente definido. “Ele continua em observações e esperamos os resultados dos exames”, disse Joaquim Andrade, que, no entanto, frisou: “Já está livre de perigo”.
Além dos cortes no rosto, um deles de maior extensão junto ao nariz, o ciclista apresenta muitas queixas no ombro, o mesmo que fracturou na Volta ao Alentejo.
Também contactado pelo CM, Artur Lopes, presidente da Federação do Ciclismo, esteve no hospital para visitar o português e considerou-o bastante calmo e sereno. “Estive com ele e vi que respira por si só, está fora de perigo e, como tal, achei-o tranquilo”, adiantou Artur Lopes.
A ideia inicial de ser submetido a uma cirurgia facial já foi posta de parte e o TAC a que foi sujeito também confirmou a inexistência de lesões graves.
Joaquim Andrade referiu ainda que não sabe se o seu filho será transferido para um hospital do norte, de modo a ficar mais perto da sua casa e dos seus familiares, ou se ficará mais uns dias no hospital em Lisboa.
A outra vítima da queda da estrutura, Ricardo Martins, campeão nacional de contra-relógio, já recebeu ontem alta hospitalar.
PERFIL
NOME: Joaquim Adrego Pereira Andrade
NATURALIDADE: Sangalhos (Anadia)
IDADE: 38 anos (16 de Agosto 1969)
VITÓRIAS: Campeão da Tour Poitu Charentes, em 1997; Campeão da Clássica Primavera, em 1999; Campeão da Volta ao Alentejo, em 2002; Campeão Nacional do contra-relógio, em 2003, e Campeão Nacional de estrada, em 2005.
VOLTAS A PORTUGAL: 19 participações consecutivas
OBJECTIVO: realizar 20 voltas a Portugal. Um feito alcançado pelo seu pai que tem o mesmo nome e se sagrou campeão em 1969.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)