Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Loureiro eleito com polémica

Foi tudo menos pacífica a eleição da lista única, liderada por Hermínio Loureiro, para os órgãos sociais da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Acesas discussões marcaram o acto, nomeadamente quando Rui Alves, presidente do Nacional, interpelou Adriano Afonso, presidente da mesa da AG, questionando-o sobre a legalidade do acto.
11 de Agosto de 2006 às 00:00
O dirigente madeirense alegou várias irregularidades processuais, travou-se de razões durante cerca de dez minutos com Adriano Afonso e garantiu que os corpos sociais agora eleitos “não têm legitimidade”. “Se isto chegar aos tribunais, o futebol pode perder o estruturo de utilidade pública”, afirmou.
Luís Filipe Vieira também se envolveu em discussão com Carlos Pereira, homólogo do Marítimo, e acusou vários dirigentes de serem “hipócritas e impostores”, por alegadamente terem mudado de opinião sobre uma estratégia para a Liga . “Não me sentarei ao lado de impostores. Se querem saber quem são, vejam os próximos jogos do Benfica e ao lado de quem não me sento”, prometeu. Vieira recusou votar na lista para a Direcção..
Hermínio Loureiro foi eleito com 84,7% dos votos, sendo que recolheu apoio de 13 clubes da primeira liga e 13 da segunda.
Ver comentários