Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Luís Fabiano arrasa SuperLiga

Luís Fabiano reencontrou os golos no Sevilha depois de uma época apagada no FC Porto, justificando o insucesso pelo facto de não ter jogado assiduamente.
27 de Julho de 2005 às 00:00
Em entrevista à Agência Estado, o ‘Fabuloso’ sustenta que “num futebol em que só se dá chutão e porrada, se você não tem uma sequência de jogos, fica difícil”.
Fabiano recorda a incaracterística época: “O FC Porto trocou três vezes de treinador e, a certa altura, entrou um português que tirou meio mundo da equipa...”, referindo-se a Couceiro.
Retomado o caminho dos golos, ‘Fabuloso’ já pensa na selecção – “quero voltar a fazer muitos golos, como sempre fiz no São Paulo” –, tanto mais que está agora num campeonato mais visível: “O futebol espanhol é mais técnico, com mais toque de bola. Bem melhor que o português”.
Por sua vez, Anderson, de 17 anos, que vai ingressar no FC Porto em Janeiro, garantiu não ser vedeta: “Craque, para mim, é Pelé e Ronaldinho. Só quero ser profissional...”, explicou ao jornal ‘Zero Hora’, após as críticas de que foi alvo após ter atirado a bola à cara de um adversário, sendo expulso no último jogo pelo Grémio.
Pela Invicta, o FC Porto prepara a participação no Torneio de Amesterdão. Diego, que foi operado, poderá ser opção para Co Adriaanse, mas ontem apanhou novo susto, após um toque de Ivanildo.
Num outro âmbito, ainda não foi ontem que o dispensado Areias viu definido o futuro: “Há várias hipóteses, nomeadamente três para o estrangeiro e outras em Portugal. Vamos ponderar”, explicou o empresário Rui Neno. Académica e AEK de Atenas são soluções a considerar.
Ver comentários