Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Luís Figo e Real Madrid afastados no prolongamento

Luís Figo e o seu Real Madrid foram ontem eliminados nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os ‘merengues’ caíram apenas no minuto 115’, depois de um golo de Zalayeta.
10 de Março de 2005 às 00:00
O conjunto de Vanderlei Luxemburgo viajou até Turim (Itália) com uma vantagem de um golo, mas de nada valeu à turma madrilena. Na primeira parte foram os ‘merengues’ que tiveram a melhor oportunidade, por intermédio de Ronaldo – a passe de Luís Figo –, mas o remate do brasileiro passou a rasar o poste de Buffon. A Juventus dominou, mas ocasiões claras de golo não teve durante os primeiros 45 minutos.
Na segunda metade foi um pouco diferente. A ‘Juve’ continuou a dominar, mas desta vez também conseguiu criar grandes situações de perigo junto da baliza de Casillas, que se revelou uma das principais figuras durante todo o encontro. No entanto, só aos 75 minutos conseguiu materializar o domínio, depois de um tento de David Trezeguet, num remate em ‘moinho’, dentro da pequena área, após um excelente passe do ‘gigante’ Ibrahimovic.
O Real Madrid tentou reagir antes do apito de Markus Merk, mas o jogo acabou por chegar ao prolongamento. E aos 115’, já depois de Ronaldo e Tachinnardi terem sido expulsos por agressão mútua, Zalayeta matou o jogo. O italo-argentino Camoranesi livrou-se de dois jogadores pela direita, soltou para o internacional uruguaio, que estava sozinho à entrada da grande área, e este chuta forte sem dar hipóteses ao guardião espanhol. Estava feito o 2-0, quando já todos esperavam as grandes penalidades.
Com este resultado, e depois da eliminação do Barcelona aos ‘pés’ do Chelsea (2-4), a Espanha ficou sem equipas na Liga dos Campeões.
Liverpool, Bayern Munique, e PSV em frente
Além da Juventus, Liverpool (Inglaterra), Bayern Munique (Alemanha) e o PSV Eindhoven (Holanda) são as restantes equipas que ontem se apuraram para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, onde se juntam a Chelsea, AC Milan e Lyon, que haviam carimbado o passaporte no dia anterior. A tarefa mais complicada coube ao PSV Eindhoven, que depois da vitória na Holanda deslocaram-se ontem a França – mais propriamente ao Principado do Mónaco – e voltaram a derrotar os, ainda, vice-campeões europeus (perderam na época passada frente ao FC Porto por 0-3) por 2-0. O internacional holandês Van Hesselink (27) e o inglês Beasley (69’) foram os autores dos únicos tentos da partida.
Bem mais fácil foi a vitória do Liverpool sobre o Bayer Leverkusen, 3-1. Os comandados de Rafa Benitez deslocaram-se à Alemanha com uma vantagem de três golos na bagagem, mas não se limitaram a segurar o resultado, conseguindo mesmo a vitória, graças a dois tentos do espanhol Luís Garcia (28’ e 32’) e um do checo Milan Baros (67’). Krzynowek marcou para os bávaros.
Por sua vez, o Arsenal caiu aos ‘pés’ do Bayern de Munique. De nada valeu a vitória por 1-0 (Thierry Henry 66’) já que em terras germânicas os pupilos de Arséne Wenger haviam perdido por 1-3.
O sorteio dos quartos-de-final desta prova, assim como da Taça UEFA, está marcado para o próximo dia 18, em Nyon (Suíça).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)