Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Luiz Phellype é o novo "matador" dos leões

Sporting vence sem contestação o Nacional na Choupana, embora por números escassos.
Filipe António Ferreira 20 de Abril de 2019 às 01:30
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Jogo entre Nacional e Sporting
Missão cumprida do leão na Madeira, alcançando a melhor série da temporada: oito triunfos consecutivos (sete no campeonato). Luiz Phellype foi o homem-golo do Sporting, que merecia um triunfo por outros números.

Dois estados de espírito muito diferentes entraram em campo na Choupana. O Nacional a precisar desesperadamente de pontos para se manter entre os grandes do futebol português; o Sporting, mais tranquilo, no terceiro lugar. Foi uma primeira parte de sentido único... ou seja, a baliza dos madeirenses.




Os leões aproveitaram o nervosismo madeirense e só falharam no capítulo da finalização. Daniel esteve sempre insuperável frente aos avançados leoninos, que faziam quase sempre tudo bem até atirarem à baliza.

A equipa de Costinha tentou timidamente transições rápidas mas, tirando alguns cruzamentos e algumas bolas nas costas da defesa leonina, foram praticamente inoperantes.

Nada mudou após o intervalo. O Sporting sempre a dominar contra um tímido Nacional que não tinha atributos para aspirar a outro resultado que não o nulo. O golo dos leões parecia que iria chegar a qualquer momento, dada a superioridade da formação de Marcel Keizer.

E assim foi. Desta vez não houve falta de pontaria nem ação do guarda-redes Daniel.

Acuña bateu um livre lateral perfeito para Luiz Phellype, que fez o que há muito a equipa lisboeta justificava. Sem Bas Dost, o reforço de inverno continua a marcar pontos: cinco golos nos últimos quatro jogos da Liga. Estava feito o mais difícil.

A reação do Nacional foi... inconsequente. Sem argumentos, as alterações de Costinha não surtiram efeito. Os alvinegros estão com vida difícil na Liga. São antepenúltimos e na próxima jornada vão a Chaves jogar contra outro aflito.

Já o Sporting está tranquilo no terceiro lugar e mais próximo do topo da classificação (5 pontos para o Benfica e FC Porto), embora tenha um jogo a mais.

ANÁLISE 
Regularidade
Este é provavelmente o melhor momento dos leões na época. A jogar sem pressão, a equipa de Marcel Keizer merecia um resultado com outros números. E ontem nem foi preciso chamar Bruno Fernandes.

Falta de ambição
Uma equipa que precisa de pontos com urgência tem de fazer mais e melhor. O Nacional raramente passou do meio- -campo e nem mesmo nos instantes finais criou uma ocasião digna de registo.

Bem nos lances de dúvida
Um lance na área leonina entre Acuña e Rochez foi o momento que suscitou mais dúvidas no primeiro tempo. Há contacto mas não o suficiente para que Xistra assinalasse penálti. No lance do golo, dúvidas na posição de Luiz Phellype. Aceita-se a decisão de beneficiar quem ataca.
Acuña Choupana Madeira Sporting Costinha Bruno Fernandes Marcel Keizer Bas Dost Liga Chaves desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)