Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Machado acusa Hélio Santos

Manuel Machado, treinador da Académica de Coimbra, voltou ontem a apontar o dedo ao trabalho efectuado pelo árbitro Hélio Santos no decorrer do jogo entra a sua equipa e o Paços de Ferreira, referente à sexta jornada da Liga.
17 de Outubro de 2006 às 00:00
O técnico classificou de “anormalidades” alguns juízos que, no seu entender, prejudicaram a Académica, num jogo que terminou com uma igualdade a um golo.
“A má expulsão de Pavlovic, uma grande penalidade que não existiu e a não marcação de um livre a nosso favor no último minuto são situações, no mínimo, de ‘anormalidade’”, queixou-se o treinador dos estudantes durante o dia de ontem. Isto depois de já o ter feito, a quente, logo após o final do encontro.
Manuel Machado vai mais longe e fala de uma “perseguição pessoal” levada a cabo por Hélio Santos. Nesse sentido, apelou aos responsáveis pelas nomeações de árbitros da Liga para não voltarem a indicá-lo para jogos da sua equipa. “Sempre que apita jogos onde intervêm as minhas equipas, sou prejudicado de forma sistemática”, disse Manuel Machado, numa alusão a outras situações passadas em épocas anteriores, quando estava no comando técnico de outras formações.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)