Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

MADAÍL É O CANDIDATO DO SISTEMA

A aventura de Artur Jorge, rumo à presidência da Federação Portuguesa de Futebol, durou apenas oito dias, pois o ex-seleccionador não conseguiu reunir os 125 votos necessários para ir às urnas no dia 12 de Outubro.
17 de Setembro de 2002 às 23:47
Contudo, na hora da desistência Artur Jorge foi bastante crítico, para com o actual presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl.

Num comunicado de duas páginas, lido aos jornalistas, o técnico criticou os moldes utilizados no acto eleitoral da FPF, considerando-os “bastante desactualizados” e criticou Gilberto Madaíl, afirmando que o actual presidente “é o candidato do sistema”.

Entretanto, Manuel Brito, um dos elementos da lista de Artur Jorge, revelou-se algo preocupado com o que se “passa actualmente na FPF”. Segundo Manuel Brito “houve algumas jogadas de bastidores”, que fez com que certas pessoas “mudassem o sentido de voto inicial com medo de eventuais represálias”.

Quem se mostrou também insatisfeita com o desfecho da candidatura de Artur Jorge, foi Manuela Aguiar. A candidata ao lugar de presidente da AG afirmou que “o sistema actual impede a realização de eleições democráticas”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)